Nesta terça-feira, cerca de 40 dirigentes de clubes das Séries A e B do Campeonato Brasileiro devem se reunir através de videoconferência - a pauta oficial é com relação à negociação de direitos internacionais, mas nesta mesma, de acordo com informações do jornal "Folha", os mesmos querem conversar com os diretores da CBF para planejar um protocolo de intenção para a volta gradual do futebol, interrompido em todo o país, no último mês devido a pandemia da "COVID-19".

Executivos e cartolas declararam ao jornal acima citado que há uma série de ideias para colocar em mesa para ser debatidas. No entanto, nenhum deles deu datas - algo que deverá ser conversado durante essa videoconferência com o decorrer da contenção do Coronavírus no Brasil.

Entre esses clubes, nenhum deles defende o cancelamento dos estaduais e esses defendem que os torneios regionais e estaduais são ideais para a volta gradual do futebol no país. Com portões fechados e com transmissão de emissoras de TV. Em São Paulo, por exemplo, a Globo não pagou a última parcela dos direitos de transmissão do Campeonato Paulista.

Clubes do Brasil.
Clubes do Brasil.

Como os jogos serão realizados dentro do mesmo estado, não haveria a necessidade de viagens de avião e dependendo da distância, as equipes poderiam abolir a concentração, fazendo com que os atletas se desloquem até o local da partida com seus próprios veículos. Porém, existe um contratempo - a hora da partida, onde os jogadores teriam o contato físico inevitável.

Essa reunião irá ocorrer um dia após a CBF anunciar o apoio financeiro para as equipes das Séries C e D do Brasileirão e para as duas divisões do futebol feminino, no qual a entidade máxima do futebol brasileiro irá destinar R$ 19 milhões para esses clubes - um valor de R$ 200 mil para as equipes da Série C e R$ 120 mil para os da Série D - valor esse que será repassado aos clubes que possuem o futebol feminino na elite; já a Serie A 2 feminino irá receber R$ 50 mil cada.