A volta do Campeonato Português para o líder da competição não foi nada boa nesta última quarta-feira. Depois de ficarem um longo período paralisados por conta do novo Coronavírus, a última quarta-feira marcou a volta dos jogos de futebol no país lusitano e de cara a "zebra" apareceu e surpreendeu o Porto, que foi derrotado pelo placar de 2 a 1 para o Famalicão.

Com a derrota em sua volta ao campeonato nacional depois de noventa dias parado por conta da pandemia que ataca o planeta inteiro, o Porto poderá ver a liderança do torneio ser tomada de suas mãos pelo Benfica, que entrará em campo nesta quinta-feira, às 15h15 no Estádio da Luz para encarar o Tondela.

A diferença entre o líder e o vice-líder do Campeonato Português é de apenas um ponto, ou seja, 60 a 59 pontos na tabela de classificação - com 25 jogos. Obviamente que o Benfica tem um jogo a menos que o Porto até o dia de hoje.

Voltando ao Porto, a partida de "reestreia" do time no Campeonato Português foi disputada sem a presença do torcedor nas arquibancadas - conforme o protocolo de saúde para evitar a propagação do Coronavírus. Desta forma, o torcedor do Famalicão não pode comemorar a vitória de seu time dentro de casa; algo raro de se ver para essa modesta equipe diante de um gigante português. Salientando que essa foi a primeira vitória do time da casa em seu estádio desde a temporada de 1946/47.

Equipe do Famalicão comemorou e muito a vitória sobre o líder do Campeonato Português - imagem: Youtube
Equipe do Famalicão comemorou e muito a vitória sobre o líder do Campeonato Português - imagem: Youtube

No entanto, nem todos os torcedores não puderam ver a surpreendente vitória do Famalicão sobre o Porto. Vários desses acompanharam o jogo de suas varandas nos prédios vizinhos ao estádio, uma vez que possuem vista privilegiada para o gramado do estádio Municipal de Famalicão.

Para conquistar esse resultado histórico, o time do Famalicão contou com a ajuda especial de seu goleiro - o brasileiro Rafael Defendi, que fez alguns milagres na partida diante do Porto; uma dessas com a perna, após cabeceio de Tiquinho Soares.

Se por um lado o arqueiro foi o destaque, do outro o vilão, já que o argentino Marchesín falhou em um dos gols do time da casa. Esse se deu logo no início da etapa final, aos três minutos, quando ele saiu jogando errado e deixando a bola livre para Fábio Martins, que aproveitou o gol vazio para abrir o placar. O gol de empate do Porto saiu aos 29 minutos, com Jesús Corona, no entanto, os donos da casa voltaram a ficar na frente do placar aos 33 minutos, com um chute da entrada da área de Pedro Gonçalves.

Ainda nesta última quarta-feira o Portimonense derrotou o Gil Vicente pelo placar de 1 a 0, com gol de Lucas Fernandes, ex-São Paulo. O restante da rodada será completada até o próximo domingo.