Em ritmo de preparação para retornar aos gramados, o governo espanhol - conforme já declaramos aqui mesmo na última semana, autorizou os clubes a retornarem com os treinos coletivos a partir desta segunda-feira, com certas restrições, claro, desta forma esses mesmos poderão ter no máximo 10 jogadores por sessão.

Vale lembrar que a LaLiga - entidade que comanda o futebol no país, pretende voltar com suas competições em meados de junho, após dois meses de suspensão devido a pandemia da "COVID-19" que afetou o planeta inteiro.

Mesmo com algumas regiões do país mais afetadas pelo novo Coronavírus, o governo federal assim mesmo liberou os clubes para voltarem aos trabalhos, desta forma, Atlético de Madrid, Barcelona, Espanhol, Getafe, Leganés, Real Madrid e Valladolid poderão treinar coletivamente, apesar de pertencerem às regiões de risco. Os demais clubes pertencem a regiões que já superaram a fase crítica do confinamento e estão livres para seguir as determinações do protocolo da LaLiga.

Vinicius Junior - atacante do Real Madrid
Vinicius Junior - atacante do Real Madrid

Seguindo o mesmo modelo utilizado pela Bundesliga, a LaLiga segue a passos largos para voltar com o futebol no país - aqui entendam o futebol da primeira e segunda divisão em meados de junho, conforme já dito acima.

Os clubes espanhóis já estão treinando deste o último dia 4 de maio, mas realizando trabalhos isolados. De acordo com as últimas informações sobre o retorno das atividades esportivas na Espanha, o protocolo por eles apresentados prevê no máximo 14 jogadores treinando juntos, no entanto é bom lembrar que a LaLiga recomenda o número de 10 jogadores por treinamento.

Suspenso desde o dia 14 de março, a liga responsável pelo Campeonato Espanhol calcula um prejuízo de cerca de 1 bilhão de euros se as competições não puderem ser retomadas e concluídas. No entanto, o presidente da LaLiga - Javier Tebas nem pensa nessa possibilidade, afirmando que se tudo transcorrer conforme planejado, o futebol no país deverá ter sua retomado no dia 12 de junho - seguindo com todas as recomendações do governo e médicas de saúde quanto a prevenção ao Coronavírus.