Novo capítulo no futebol do "Velho Continente" foi contado nesta manhã de quinta-feira. De acordo com as últimas informações vindas diretamente da UEFA, a mesma começa a admitir a possibilidade de algumas ligas não serem encerradas dentro de campo - conforme pretendia até poucos dias atrás.

Depois da entidade se reunir com alguns representantes de clubes e de ligas, em uma reunião através de videoconferência na manhã desta quinta-feira, a UEFA emitiu um comunicado que deixa claro que compreenderá as situações em que questões de saúde ou econômicas impeçam a retomada do futebol de forma natural.

UEFA - entidade máxima do futebol na Europa.
UEFA - entidade máxima do futebol na Europa.

Vale ressaltar que esta é a primeira vez que a entidade máxima do futebol europeu admite que alguns dos campeonatos nacionais possam ser encerrados de forma prematura, ou seja, antes do tempo e fora dos gramados em virtude da pandemia do Coronavírus, mesmo ainda querendo acreditar que as ligas devem ter as partidas restantes disputadas.

Nesta mesma reunião de quinta-feira, o Comitê Executivo da UEFA analisou as propostas do grupo de trabalho formado pela Associação Europeia de Clubes, Ligas Nacionais e a FIFPro. Essas entidades apresentaram dois cenários possíveis de calendário, sempre dando prioridade para a conclusão dos campeonatos locais.

Uma dessas possibilidades é o retorno das ligas antes e as partidas continentais realizadas em paralelo a estes jogos domésticos. A segunda sugere o retorno dos campeonatos locais em primeiro, com seus encerramentos antes da realização das partidas continentais, que seriam disputados na sequência, no mês de agosto. No entanto, UEFA não decidiu que caminho seguir, não dando pistas algumas de que formato poderá vir a adotar para a retomada do futebol na Europa.