ATENÇÃO! A Organização Mundial da Saúde - OMS através de uma videoconferência sugeriu a entidade máxima do futebol na Europa - UEFA, a suspensão do futebol até o final de 2021 para conter o avanço da "COVID-19" no continente.

Uma decisão bastante drástica, que poderá trazer vários problemas ao futebol na região, segundo uma pessoa que foi ouvinte desta reunião entre as entidades. Segundo ele, o debate entre os dirigentes da OMS e UEFA foi bastante acalorado e a reunião que teria duração de uma hora, passou de duas, mas sem qualquer solução para o assunto em questão.

Ao longo deste encontro que ocorreu, conforme já declaramos acima - através de uma videoconferência, a Organização Mundial da Saúde apresentou as suas razões para tal sugestão, com falas de dois epidemiologistas. Foram mostrados os riscos de uma nova disseminação do vírus após o retorno das atividades e com isso a OMS sugeriu a paralisação total do futebol na Europa até o final de 2021.

É bom deixar bem claro, que é apenas uma "sugestão", a UEFA não tem a obrigação de acatar tal sugestão e nem mesmo a OMS tem "poderes" para paralisar o calendário esportivo. Cabe as federações tomarem as suas decisões de acordo com as orientações do órgãos competentes da saúde e de seus governos - aqui no caso da pandemia que assola o planeta inteiro.

Aleksander Ceferin - presidente da UEFA acredita ter outra solução para o problema:
Aleksander Ceferin - presidente da UEFA acredita ter outra solução para o problema: "Voltar sem torcida para jogar os jogos".

A sugestão trouxe a UEFA e aos clubes do "Velho Continente" o real medo sobre a questão econômica. O receio de não conseguir sobreviver por um longo período sem atividades, sem jogos, público e bilheteria, parece se tornar uma realidade.

Vale aqui ressaltar que nos últimos dias a consultoria "KPMG" revelou um estudo com relação aos prejuízos financeiros das cinco maiores ligas do continente em questão - o valor gira em torno de 4,1 bilhões de euros - algo próximo a R$ 22 bilhões, caso o futebol não seja concluído nesta temporada.

Assim como já declaramos nesta matéria, as partes não chegaram a um consenso e novas reuniões deverão ocorrer nos próximos dias para discutir o futuro do futebol no "Velho Continente". Lembrando que a Confederação Europeia de Futebol já afirmou por diversas vezes que quer encerrar a temporada 2019/2020 no dia 29 de agosto, entre essas, as finais da Champions League e Euro League.