Árbitros serão auxiliados pela Confederação Brasileira de Futebol - CBF; garante a associação nacional da categoria, que anunciou nesta última quarta-feira um repasse de aproximadamente R$ 900 mil para ajudar esses profissionais durante o período sem futebol no país devido a "COVID-19".

Árbitros com o escudo da FIFA receberão R$ 6 mil, já os mesmos que carregam o escudo da CBF, receberão R$ 3 mil cada. Os profissionais das categorias C e D do Brasileirão receberão cada um, um valor de R$ 1,5 mil. Vale ressaltar que essa quantia é bruta, ou seja, haverá descontos com impostos.

Os recursos aqui destinados ao quadro de arbitragem no Brasil não é nenhum "presente" ou qualquer outro tipo de "mimo" pela situação vivida no país, mas sim um adiantamento de taxas de arbitragem que serão descontadas no retorno das atividades, mesmo assim, representa um auxilio importante para a categoria e principalmente aos árbitros.

Leonardo Gaciba - chefe da árbitragem da CBF.
Leonardo Gaciba - chefe da árbitragem da CBF.