Jogadores de futebol no Brasil rejeitam proposta de redução de salários

A Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol informou nesta última quarta-feira que rejeitou a proposta de redução nos salários dos jogadores de futebol na casa dos 25%.

Por Müller
Compartilhe

Jogadores brasileiros não aceitam reduções em seus salários - essa é a resposta da Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol, que rejeitou formalmente a proposta da Comissão Nacional dos Clubes uma redução de 25% dos salários dos jogadores durante o período de quarentena por causa do "COVID-19".

O documento que dava a resposta sobre a questão colocada em analise foi encaminhada nesta última quarta-feira ao presidente do Fluminense - Mário Bittencourt, representante da Comissão Nacional de Clubes.

Aqui é bom colocar que nem a questão dos 20 dias de férias foi aceito pelos jogadores, que aceitam 30 dias de férias - entre o dia 1º de abril a 30 de abril, mas com o pagamento integral das férias e o terço constitucional até o dia 4 de maio. Além disso, a entidade que representa os atletas profissionais (aqui os jogadores de futebol), ainda pede que fique garantido o direito de licença remunerada de no mínimo 10 dias entre o Natal e o final de ano.

Os jogadores querem que a CBF assine como avalista o possível não pagamento dos salrios dos jogadores nesse período.
Os jogadores querem que a CBF assine como avalista o possível não pagamento dos salários dos jogadores nesse período.

Segundo essa mesma entidade, os atletas ainda pedem garantias que caso os clubes não consigam cumprir com os pagamentos, que a Confederação Brasileira de Futebol - CBF seja avalista deste acordo.

A federação representativa dos atletas argumenta que a recusa do acordo apresentado pelos clubes se deve ao fato que ele não está previsto dentro da Consolidação das Leis do Trabalho - a chamada CLT. Todas as decisões tomadas foram ouvindo os sindicatos estaduais e municipais da categoria.

Com essa decisão da categoria, poderá a partir de agora se figurar um impasse entre clubes e jogadores e criar com isso uma séria crise no futebol com a paralisação por causa do Coronavírus.

Mais sobre: jogadores clubes salarios
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal