Os atacantes Neymar e Mbappé devem ficar de fora dos jogos olímpicos de Tóquio 2020. De acordo com informações publicadas pelo jornal francês "L´Equipé", o Paris Saint-Germain não irá ceder os seus dois principais atletas para a disputa da competição com suas seleões. Segundo o diário, o clube já enviou uma carta à Federação Francesa de Futebol (FFF) explicando que não pretende liberar seus principais jogadores para o evento.

Mbappé não está na pré-lista de 80 jogadores da França relacionados para representar o país na próxima edição dos jogos olímpicos. No fim de janeiro, o jogador chegou a declarar que um de seus sonhos era disputar e ganhar o torneio olímpico, mas ressaltou que sua participação dependia de liberação do PSG.

Por outro lado, a CBF negocia com o clube francês a liberação de Neymar. O presidente da entidade máxima do futebol brasileiro, Rogério Caboclo, iniciou conversas com o presidente do Paris Saint-Germain, Nasser Al-Khelaifi. Medalha de prata em 2012 e ouro em 2016, o craque brasileiro já declarou publicamente que tem vontade de representar o Brasil em Tóquio.

Neymar e Mbappé devem ficar de fora das Olimpíadas de Tóquio 2020. (Foto:Getty Images/ Franck Fife)
Neymar e Mbappé devem ficar de fora das Olimpíadas de Tóquio 2020. (Foto:Getty Images/ Franck Fife)

Por não se tratar de uma data FIFA, os clubes não são obrigados a liberar os seus jogadores para a disputa dos Jogos Olímpicos. Ainda há uma indefinição sobre o acontecimento ou não do evento, graças a epidemia do novo Coronavírus, e conforme admitido pelo próprio comitê organizador local nesta terça-feira.

Além dos Jogos Olímpicos, Brasil e França têm neste ano com suas seleções principais a Copa América e a Eurocopa, respectivamente.