Em uma matéria publicada em seu blog, no UOL Esporte, o jornalista Rodrigo Mattos publicou a informação de que o CADE - Conselho Administrativo de Defesa Econômica abriu um inquérito para investigar as relações dos principais canais esportivos, bem como: Globo, ESPN, FOX e Tuner.

A investigação servirá para avaliar se existem infrações a ordem econômica nas relações desses produtores de conteúdos esportivos com as operadoras de TV-Fechada. De acordo com Mattos, o inquérito foi instalado em março deste ano como consequência de uma investigação sobre a negociação de contrato das emissoras com o Brasileirão, porém, essa investigação acabou sendo arquivada, uma vez que o órgão em questão acreditou que a Globo não tratou nenhum clube de forma diferente.

Após tal investigação, foi perguntado as emissoras esportivas algumas questões relacionadas aos contratos delas com as operadoras de TV a Cabo, donde foi perguntado a Rede Globo se essa detém ações de operadoras de TV-Fechada e se a mesma tem influência sobre as decisões tomadas por estas.

Mediante a isso, a Globo fez uma petição solicitando o arquivamento desta nova investigação do CADE, visto que ela desqualifica tais acusações, afirmando ainda que se tratam de práticas usuais ao modelo brasileiro de TV.

"Por todo o exposto nas seções precedentes, não se identificam quaisquer razões fáticas, econômicas ou jurídicas o presente inquérito em face do Grupo Globo, o qual se requer lhe seja arquivado de imediato", afirmou a emissora no inquérito.

Porém, o CADE não deu ouvidos a mesma, e segue com a investigação, que poderá ter novos capítulos nos próximos dias.