Tite diz ter errado ao visitar Lula para comemorar um título do Corinthians

“Em 2012 errei. Ele não era mais o presidente da república, mas fui ao Instituto e mandei felicitações por um aniversário. Não me posicionei politicamente. Não tenho partido político, tenho torcida para que o Brasil seja melhor em igualdade social", diz o treinador da seleção.

Por Minha Torcida
Compartilhe

Envolvido em uma polêmica com o futuro presidente da República - Jair Bolsonaro; o treinador da Seleção Brasileira - Tite, afirmou durante uma entrevista sua no programa "Grande Círculo", do SporTV, que errou ao levar a taça da Libertadores ao então ex-presidente "Lula".

 

Lembre o caso:

Tite dias atrás foi perguntado se em caso de conquista da Copa América 2019, que será disputada no Brasil, comemoraria com o novo Presidente da República; eis que ele declarou que não, pois não misturaria futebol com política. Mas foi aí o grande erro do treinador, que anos atrás comemorou sim uma conquista quando comandava o Corinthians, com o então ex-presidente Luis Inácio "Lula" da Silva (político).

Tite ao lado de Lula na época da conquista da Libertadores pelo Corinthians - Foto: Heinrich Aikawa/Instituto Lula.
Tite ao lado de Lula na época da conquista da Libertadores pelo Corinthians - Foto: Heinrich Aikawa/Instituto Lula.

Lembrando aqui ainda, que Jair Bolsonaro esteve na entrega da taça e das medalhas ao Campeão Brasileiro - o Palmeiras, ao qual se diz torcedor e Tite declarou que não concordava com isso.

Com tremenda repercussão a respeito - Tite que foi o primeiro entrevistado do novo programa do SporTV, deu o seguinte depoimento:

"Em 2012 errei. Ele não era mais o presidente da república, mas fui ao Instituto e mandei felicitações por um aniversário. Não me posicionei politicamente. Não tenho partido político, tenho torcida para que o Brasil seja melhor em igualdade social. E que nossas prioridades sejam educação e punição. Que seja dada prioridade de estudo ao garoto de São Braz, que não tem chão batido para ir a escola, ou da periferia de Caxias ou do moro do Rio de Janeiro. E punição a corrupção, que mata mais que homicídio. Em 2012 eu fiz e errei. O protocolo e a situação gerada no jogo do Palmeiras é uma opinião pessoal. A instituição CBF e o Palmeiras tem absolutamente o direito de fazer o que quiserem. Errei lá trás, não faria com o presidente antes da Copa e nem agora porque entendo que misturar esporte e política não é legal. Fiz errado lá trás? Sim, faria novamente? Não", declarou ele.

O novo programa da emissora acima citada será exibido neste sábado, às 21h.

Mais sobre: tite brasil sportv
Torcedor: compartilhe
Siga nas redes
Comentários
Carregar comentários
Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal