Federação Uruguaia de Futebol comunica a renovação de contrato com Oscar Tabárez

Com total respeito por todos os uruguaios, Tabárez aos 71 anos é um dos grandes nomes do futebol em seu país e o grande responsável pela reestruturação do futebol na comunidade vizinha.

Por
Compartilhe

Um alívio para o São Paulo. Depois de ter o nome de Diego Aguirre (atual treinador do Tricolor Paulista) entre os prováveis nomes a comandar a seleção uruguaia, a federação de futebol do país vizinho comunicou nesta sexta-feira a renovação de contrato com seu atual comandante técnico. Oscar Tabárez assinou novo vínculo com a “Celeste” por mais quatro anos.

Como o técnico mais longevo em uma seleção, Oscar Tabárez está há 12 anos a frente do Uruguai, onde nesse período conseguiu classificar a seleção para todas as Copas do Mundo até aqui; com destaque para o 4º lugar na Copa de 2010, na África do Sul e a 5ª colocação no Mundial da Rússia – isso sem falar no título da Copa América de 2011.

Oscar Tabárez em serviço pela seleção celeste na última edição da Copa do Mundo, na Rússia, neste ano - o Uruguai terminou a competição na quinta colocação.Oscar Tabárez em serviço pela seleção celeste na última edição da Copa do Mundo, na Rússia, neste ano - o Uruguai terminou a competição na quinta colocação.

Com total respeito por todos os uruguaios, Tabárez aos 71 anos é um dos grandes nomes do futebol em seu país e o grande responsável pela reestruturação do futebol no país vizinho.

Com seu vínculo renovado por mais quatro anos, a partir de agora o comandante técnico da seleção uruguaia poderá tranquilamente pensar em seu time para os amistosos diante da Coréia do Sul, no próximo dia 12 de outubro e contra o Japão, no dia 16 do mesmo mês. Em novembro, a Celeste terá um grande desafio pela frente, onde irá encarar em partida amistosa a atual Campeã do Mundo – obviamente que estamos falando da seleção francesa, de Mbappé e Cia.

Em 2019 a Seleção do Uruguai irá participar da Copa América, que será disputada no Brasil, entre os meses de junho e julho.

Comentários