Federação Internacional de História e Estatística do Futebol - IFFHS divulgou nesta manhã de quinta-feira um estudo onde aponta a "seleção ideal" da última década, que corresponde aos anos de 2011 a 2020.

Nesta mesma, temos um único brasileiro e ele não é quem você está pensando. Sim, se você logo imaginou que esse jogador seria o atacante Neymar - do Paris Saint-Germain, sinto muito em informar, mas errou. De acordo com a IFFHS, o lateral-esquerdo - Marcelo, do Real Madrid é o único jogador brasileiro neste seleto grupo que brilhou nos gramados de futebol nos últimos 10 anos.

Ausência de Neymar

A ausência do atacante do Paris Saint-Germain pode ter sido motivada pela forte concorrência no setor ofensivo. Até porque os nomes escolhidos pelo Instituto foram os seguintes: Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Robert Lewandowski - este último eleito o melhor jogador do mundo pela FIFA em 2020.

Alemanha lidera a lista

Sim, os alemães lideram da seleção da década, com três jogadores: Manuel Neuer, Philip Lahm e Toni Kroos. Logo em seguida, a Espanha aparece com Andrés Iniesta e Sergio Ramos.

Marcelo o indicado

O lateral brasileiro obviamente teve seu nome apontado nesta lista pelo que fez durante esses últimos 10 anos pelo Real Madrid, onde ajudou os "merengues" a ganhar quatro edições da Champions League e quatro Mundiais de Clubes da FIFA; isso sem falar em prêmios individuais conquistados e indicações à seleção do ano da entidade.

A Seleção Ideal então foi composta da seguinte forma: Manuel Neuer; Philip Lahm, Sergio Ramos, Virgil Van Dijk e Marcelo; Luka Modric, Toni Kroos, Iniesta; Messi, Cristiano Ronaldo e Lewandowski.

Seleção da década

Em contrapartida, sem estar presente na "seleção ideal", Neymar pelo mesmo Instituto encontra-se na "seleção da década", onde o Brasil conta com outros nomes relacionados, bem como: Júlio César, Daniel Alves, Marcelo e Casemiro. Essa seleção é completada por: Mascherano, Di Maria, Messi, Aguero e Guerrero