Ele disse isso mesmo: Vídeo de julgamento de Vini Jr após caso de racismo na LaLiga vem à tona

O brasileiro tem sido vítima de ataques racistas na Espanha. Trecho do depoimento no julgamento de Vini Jr foi divulgado após um dos episódios

Vini Jr é a grande sensação brasileiro no futebol mundial atualmente. O atacante do Real Madrid tem feito diferença, tanto que os fãs apontam que ele vive um momento na carreira melhor do que Neymar, que está rodeado de polêmicas no PSG.

Contudo, o sucesso de Vini Jr tem sido seguido por casos de racismo na LaLiga. Na última temporada, o atacante do Real Madrid foi alvo de injúrias raciais em diversos jogos do campeonato.

Em relação ao racismo sofrido no jogo contra o Mallorca, um vídeo do julgamento de Vini Jr veio à tona e repercutiu nas redes sociais nesta quinta-feira (13).

Confira trecho do julgamento de Vini Jr

Tudo começou em fevereiro deste ano, quando um torcedor do Mallorca chamou Vini Jr de “macaco” na derrota do Real Madrid por 1 X 0, na LaLiga. O jovem de 20 anos foi identificado e punido.

O torcedor do Mallorca fez gestos de macaco e insultou o atacante brasileiro com o termo racista. O clube da casa multou o jovem de 20 anos em € 4 mil e o proibiu de assistir aos jogos da equipe dentro do estádio por 20 anos.

Além disso, o torcedor não poderá frequentar nenhum evento esportivo por um ano. O jornal espanhol El Mundo revelou detalhes dos bastidores do julgamento de Vini Jr, incluindo o depoimento do atacante após o caso de racismo na partida contra o Mallorca.

Entre as principais falas do julgamento de Vini Jr, o juíz pergunta para o brasileiro se ele acha que é alvo de ataques racistas por ser um jogador importante do Real Madrid ou por ser negro.

O atacante deixou claro que acredita que seja alvo de racismo na Espanha pelos dois motivos. Em seguida, o juiz informa que Vini Jr tem direito de pedir uma indenização por conta do episódio racista e pergunta se ele queria isso.

A resposta foi sim. Ainda no vídeo divulgado do julgamento de Vini Jr, o juiz questionou o termo “fazer macaquices”. Segundo o brasileiro, pessoas brancas nunca vão entender como esse tipo de frase o machuca:

“Com pessoas brancas, não as pessoas negras. Não se pode fazer isso com as pessoas negras, que foram afetados em toda a história da humanidade”.
Matheus CristianiniMatheus Cristianini

Jornalista de 23 anos formado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Passagens por Rádio Unesp FM, Antenados no Futebol e Bolavip Brasil. Apaixonado por tudo o que envolve o futebol. Tanto dentro, quanto fora das quatro linhas.