Gandula tatua autógrafo de Fred: “Meu herói”

Gandula do Fluminense há cerca de um ano, Jorge Bayer deixou sua casa, em Realengo, no último sábado, para mais um dia normal de trabalho no Maracanã. A partida contra o Corinthians, no entanto, se tornou inesquecível. Decerto, o jovem de 19 anos conseguiu um abraço do seu grande ídolo Fred, em um momento de muita emoção.

Em uma atmosfera de êxtase dos torcedores após o gol do camisa 9, Jorge conta que percebeu que o ídolo estava dando a volta no estádio para celebrar junto com a torcida. Assim, o gandula, não teve dúvidas.” Eu precisava dar um abraço em Fred naquele momento.”

” Na hora que abracei, só consegui agradecer por tudo que ele fez pelo Fluminense e por tudo que ele fez por mim. Desde que sou pequeno, Fred sempre foi o meu ídolo. Fui à estreia dele, contra o Macaé, e poder vivenciar a despedida dele, agora que estou com 19 anos, é algo único. Tentei passar isso tudo para ele, disse o quanto ele era importante para mim, que ele era o meu ídolo, meu herói. Na minha cabeça, naquela hora, só me passava isso, mostrar o quanto ele é importante para mim. Acho que eu consegui.”

Mas esse abraço não foi tão fácil de sair. Em um primeiro momento, o gandula não conseguiu se aproximar do jogador, que estava cercado por repórteres e fotógrafos. O jeito foi contar com a ajuda de quem poderia fazê-lo ficar mais perto do ídolo. Olhou para trás e viu Fernando Diniz.

“Cheguei chorando muito e falei: “Professor, queria muito dar um abraço no Fred”. Ele me abraçou e falou: “Quer dar um abraço no Fred agora? Vamos, vou te levar lá”. Aí aconteceu o que aconteceu, dei aquele abração.”

Gandula tatua autógrafo de Fred: "Meu herói"
tatuagem de Jorge em homenagem a assinatura de Fred

Gandula no jogo contra o Ceará

Durante o grande momento de emoção, que Jorge vai levar para, Fred disse que queria ver o gandula em sua despedida, para “curtir o momento com ele”. Assim, o desejo do camisa 9 vai se tornar realidade, já que o jovem vai trabalhar na partida contra o Ceará.

“Eu fiquei muito emocionado, porque poder ver a despedida de fato de tão perto é emocionante.”

Fred com a camisa do Fluminense

Por fim, pelo Fluminense, o atacante venceu dois Brasileiros, em 2010 e 2012, e dois Cariocas, em 2012 e 2022, e o título da Primeira Liga em 2016. Enfim, o camisa 9 do Flu participou de 380 jogos e marcou 198 gols.

Leia mais:

Foto destaque: Divulgação/ Marcelo Gonçalves/ Fluminense

Meu nome é Enzo Pires, tenho 19 anos e sou estudante de jornalismo. Desde que terminei a escola eu tinha certeza que meu futuro seria no esporte.