Fernando Diniz minimiza bom momento do Fluminense

Mesmo com uma sequência de 11 jogos de invencibilidade do Fluminense, o técnico Fernando Diniz não “enche os olhos”. Nesta quinta-feira (28), o Tricolor bateu o Fortaleza pelo jogo de ida das quartas da Copa do Brasil. Porém, após a partida, o treinador minimizou a série invicta e garantiu que a equipe precisa focar no futuro para “continuar escrevendo história”.

“Não fico preso à sequência, ela já está no passado. Não faz mais parte da história que a gente precisa escrever. A gente precisa continuar escrevendo história, a gente precisa se dedicar cada vez mais a melhorar a equipe, os adversários nos estudam, e nós os estudamos também. Temos o maior respeito pelos nossos adversários no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil. A gente preparou tudo que precisava para enfrentar o Fortaleza, assim como foi contra o Red Bull. Não tem comodismo, a gente não pode se acomodar no campeonato, que é extremamente difícil, as partidas são desgastantes e as equipes são muito fortes.” 

O técnico destacou que o jogo contra o Fortaleza teve uma equipe melhor em cada etapa. Diniz destacou que o Flu teve “controle excelente” na etapa inicial, mas reconheceu a queda de produção no segundo tempo e o crescimento do adversário na partida.

“A gente teve um primeiro tempo muito bom, um controle excelente do jogo, criamos as melhores oportunidades e não cedemos quase chances. No segundo tempo, diminuímos a intensidade, o Fortaleza aumentou o ritmo, cresceu no jogo e teve momentos de superioridade, em que poderiam ter marcado.”

Próxima partida do Fluminense

Por fim, com o resultado, o Fluminense abriu boa vantagem e fica próxima de garantir uma vaga na semifinal da Copa do Brasil. Agora, o Tricolor joga fora de casa na segunda-feira (1), às 20h (horário de Brasília).

Leia mais:

Foto destaque: Divulgação/ Fluminense

Meu nome é Enzo Pires, tenho 19 anos e sou estudante de jornalismo. Desde que terminei a escola eu tinha certeza que meu futuro seria no esporte.