POLÊMICA! Zago detona geral no Coritiba e diretoria toma decisão sobre treinador

O técnico do Coxa soltou os cachorros após mais uma derrota. As declarações de Zago colocaram seu cargo em risco no Coritiba

No último domingo (25), o Coritiba foi goleado pelo Grêmio por 5 X 1, fora de casa, pela 12ª rodada do Brasileirão. Com o resultado, continua isolado na lanterna do campeonato com apenas quatro pontos.

Sem vencer desde o final de fevereiro, o Coxa parecia que faria frente ao Imortal ao final do 1º tempo. Contudo, na volta do intervalo, a equipe alviverde não conseguiu seguram o empate por 1 X 1 e apresentou péssimo futebol.

Após a partida, Zago fez fortes declarações em sua entrevista coletiva. O técnico detonou geral no Coritiba. Em meio à polêmica, a diretoria alviverde tomou uma decisão sobre o treinador do Coxa.

Zago solta os cachorros

Antônio Carlos Zago foi contratado pelo Coritiba em abril com a missão de evitar o rebaixamento à Série B. Contudo, o técnico ainda não conseguiu vencer no comando alviverde em 11 jogos. São quatro empates e sete derrotas.

Indignado com a temporada vivida pelo Coxa, Zago detonou os jogadores. Ele eximiu sua culpa pelos resultados negativos ao apontar os erros individuais dos atletas dentro de campo:

“De novo, acabamos pecando em erros individuais. Praticamente foram três, quatro, fica difícil. Um segundo tempo muito abaixo do que podemos fazer, sem alma. […] não tem como o treinador entrar no campo e fazer gol, acertar as coisas.”

Para Zago, o Coritiba será rebaixado na Série A caso não contrate novos reforços para a sequência da temporada. Vale lembrar que a janela de transferências reabre no dia 3 de julho:

“Se não chegar alguma coisa para qualificar o elenco, vai para a Série B rapidinho. Não é forte, não, (declaração), é o que pode acontecer com o Coritiba. Se não reforçar, vai cair. Tempo de salvar dá, desde que você consiga qualificar o elenco”.

Além disso, o técnico criticou a diretoria do Coxa pela montagem do grupo para 2023:

“Uma equipe é construída em dezembro, janeiro. Se foi construída errada, não dá para remediar muito. A janela é para você pincelar, dois a três reforços. Do jeito que estamos vendo, precisamos de sete a oito. E não é fácil achar oito no mercado neste momento”.

Zago voltou a disparar contra os jogadores do Coritiba, apontando uma suposta falta de gana:

“Eu fico magoado, principalmente no 2º tempo. Faltou sangue no olho dos jogadores. E aí, a gente vê um monte de ovelhinha. No futebol, eles passam por cima, como acabaram passando.”

Perguntado se continuaria no cargo, o treinador jogou a responsabilidade para a diretoria do Coxa:

“O trabalho vai ser o mesmo. Eles são profissionais e estão errando. Já falei na cara, falo no dia a dia e estou falando aqui agora. Chega só da gente ter culpa naquilo que fazemos. Tem que ser mais homem dentro de campo.”

Executivo de futebol do Coritiba fala sobre Zago

Artur Moraes é o representante direto da SAF dentro do departamento de futebol do Coritiba desde o mês passado. O executivo não cravou a permanência de Zago no Coxa:

“O retorno do intervalo foi uma vergonha. Para jogar no Coritiba, você não pode ter essa postura. É inadmissível. Ou nós temos um modelo de equipe e de clube vencedor, que não admite esse tipo de comportamento, ou não precisam estar aqui.”

O executivo de futebol do Coritiba também não perdoou os atletas pelo futebol apresentado diante do Grêmio:

“Que passem na minha porta e digam que não querem ficar. Esse é o sentimento do Zago e o nosso. Ninguém está aqui para dizer que está tudo bem. Acontecem coisas aqui que nunca vi na minha vida”.
Matheus CristianiniMatheus Cristianini

Jornalista de 23 anos formado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Passagens por Rádio Unesp FM, Antenados no Futebol e Bolavip Brasil. Apaixonado por tudo o que envolve o futebol. Tanto dentro, quanto fora das quatro linhas.