Presidente do Atlético-MG detona arbitragem brasileira

Antes de tudo, nessa quarta-feira (20) o presidente do Atlético-MG falou sobre a arbitragem brasileira e como o clube está sendo prejudicado. Sergio Coelho fez duras criticas à Comissão de Arbitragem da CBF.

Da mesma forma, o presidente do Galo pediu a saída do presidente da comissão Wilson Seneme. Questionou o motivo da demora para a liberação dos áudios em lances polêmicos envolvendo o Atlético.

“No nosso entendimento, o senhor Wilson Seneme está no lugar errado. O cargo não condiz com sua postura.. Enfim, a gestão da arbitragem brasileira está horrível, a pior dos últimos anos, com árbitros sempre repetidos nas escalas, e outros que estreiam na rodada décima oitava do campeonato, por exemplo. São atitudes que demonstram, de forma inequívoca, que a referida Comissão de Arbitragem da CBF está sem rumo e à deriva. Talvez seja preciso que busquemos uma verdadeira liderança para o setor.”

A analise do VAR também entrou em pauta. O dirigente destacou a avaliação feita no polemico pênalti em cima de Hulk, na partida contra o São Paulo

“O Hulk toca na bola, o defensor atropela o jogador dentro da área, e não é pênalti?”

Citando outros lances, foi ressaltado a “ameaça” do arbitro Daronco para Hulk. Onde possivelmente o arbitro teria falado para o jogador tomar cuidado com o que iria falar após o jogo.

Logo depois, citou o jogo contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, onde o Galo foi eliminado após perder por 2 x 0. Afirmando que a atuação do time no jogo foi horrível e questionou o segundo gol carioca.

“Quem deu o gol?”

Ultimamente, Sergio está levando a fama de “reclamão” mas que não irá se calar caso ache que o clube for atrapalhando.

” Nós não ficaremos calados. Seremos incansáveis nas reclamações, sempre que nos sentirmos lesados. Até porque, contra fatos , não há argumentos…. Não estou insinuando que exista má-fé ou desonestidade em qualquer dos membros da comissão de arbitragem. O que estamos rogando (suplicando) é para que se tenha tratamento equânime entre os distintos Clubes, para que se adotem os mesmos critérios em todos os jogos, sejam da nossa equipe, sejam das demais.”

 

sou estudante de jornalismo pela universidade federal do recôncavo da Bahia e sou um apaixonado pelo futebol!