Em partida única neste sábado, 29 de maio, Chelsea e Manchester City decidem a final da Champions League 2021, a partir das 16h (de Brasília), no Estádio do Dragão, em Portugal.

O duelo entre as duas equipes será o 14º título da competição em disputa por clubes ingleses, em uma final inédita, tendo em vista que essa será a primeira final de Champions League na história do Manchester City; os Blues já possuem duas finais e um título.

Onde assistir ao vivo

O duelo final da UEFA Champions League da temporada 2020/2021, poderá ser acompanhado ao vivo através dos canais da TNT Sports ou pelo Facebook Watch, a partir das 16h, diretamente do Estádio do Dragão.

Vale lembrar que, nesta temporada, os direitos de transmissão da Liga dos Campeões da Europa foram adquiridos pelo Grupo Turner, que divide as transmissões entre o Facebook Watch (streaming), TNT Sports (TV fechada), além do Estádio TNT Sports (pay-per-view).

Veja os dados da partida abaixo:

MANCHESTER CITY X CHELSEA
Horário: 16h (Horário de Brasília)
Estádio: Estádio do Dragão, Porto, Portugal
Onde assistir: TNT Sports (TV fechada) / Facebook Watch (clique aqui para assistir)
Competição: Final da UEFA Champions League 20/21

Prováveis escalações e demais informações

Chelsea

O time londrino chega pela terceira vez a um final de Champions League, onde nas outras duas oportunidades levou uma delas, na temporada 2011/2012, quando derrotou o Bayern de Munique em plena Allianz Arena, na Alemanha.

Para esse grande duelo inglês pelo mais importante torneio de clubes da Europa, Thomas Tuchel deve mandar a campo um time com três zagueiros, apostando no trio ofensivo Pulisic, Mount e Werner.

Assim, o técnico alemão deve escalar o Chelsea para a final da Champions League da seguinte forma: Mendy, Zouma, Rudiger e Christensen; James, Jorginho, Kante e Alonso; Mount, Pulisic e Werner.

Manchester City

Em sua primeira decisão de Champions League em sua história, o Manchester City chega para essa final embalado pela conquista da Premier League.

Pelo torneio mais importante do continente, o City para chegar a decisão deixou para trás equipes como o Borussia Mönchengladbach, Borussia Dortmund e Paris Saint-Germain, passando a ser o grande favorito para levar o troféu de campeão nesta edição.

Só que favoritismo por si só não levanta taça, assim sendo, o técnico Pep Guardiola que chega com sua equipe pela primeira vez a uma final de Champions, em quatro anos, deve manter a mesma equipe dos últimos jogos, sem centroavante, com: Ederson; Cancelo, Dias, Laporte e Mendy; Rodri, Gundogan, De Bruyne, Foden, Mahrez e Bernardo Silva.