Fernando Diniz salvador? Lateral explica como que a chegada do técnico contribuiu para sua evolução

Na última sexta-feira (15), Samuel Xavier, lateral-direito do Fluminense, concedeu entrevista coletiva no CT Carlos Castilho. Decerto, o jogador, que é titular absoluto com o técnico Fernando Diniz, afirmou que facilita quando treinador e atleta já se conhecem.  Dessa forma, creditou sua volta por cima na equipe ao comandante.

Acho que minha evolução tem muito a ver com isso, com a chegada do Fernando, de ele já conhecer meu estilo de jogo. Quando eu jogava no Paulista de Jundiaí, eu ainda estava nessa transição de base para profissional. Eu subi jogando como um terceiro homem de meio de campo, pelo lado direito, e tinha jogado na lateral, estava ainda nessa dúvida. Ele (Diniz) que me fixou na lateral, e foi assim que consegui deslanchar no profissional” disse Samuel Xavier.

Fernando Diniz fora de campo

Samuel Xavier falou sobre a relação de Fernando Diniz com os jogadores do Fluminense. O lateral afirmou que o treinador está sempre cobrando. Até mesmo os jogadores que não são titulares, fazendo com que todos se sintam importantes no elenco. Bem como frisou que Fernando também se preocupa com o lado “fora de campo” dos atletas também. Já que interfere em dentro das quatro linhas.

Isso é muito bom, ter uma pessoa que se preocupa com a gente, com o lado humano do atleta, porque hoje em dia é muito difícil as pessoas se preocuparem com isso. Querem ver o resultado, mas não sabem daquilo que a gente é fora. Temos família, problemas particulares, e o Fernando é um cara que se preocupa muito. Isso ajuda muito o atleta a ter um desempenho dentro de campo. O atleta colhe os frutos nos jogos, nos treinamentos, isso dá muita satisfação para o Fernando e para a gente também, ter uma pessoa assim, que tira o melhor, procura tirar o máximo. Ele vem em cada jogador e diz que a gente pode dar mais ainda do que vem dando, isso eleva nossa confiança e autoestima. E isso tem a ver com o resultado que nosso clube vem tendo dentro do campeonato

Por fim, Samuel Xavier encerrou a entrevista falando sobre uma de suas características, a versatilidade:

Eu já joguei como terceiro homem de meio campo, jogávamos com um volante fixo, um meia pela esquerda e outro pela direita, eu jogava pela direita. Se o professor Fernando precisar em outra posição, sou capaz de cumprir essa função, mas a lateral direita é a que eu gosto mais de jogar, me sinto mais à vontade de atuar” concluiu.

Próxima partida do Fluminense

Por fim, agora o Tricolor aguarda o sorteio que vai definir os confrontos da próxima fase. Enquanto isso, a equipe comandada por Fernando Diniz volta à campo neste domingo (17), às 16h (horário de Brasília), contra o São Paulo, em pleno Morumbi.

Leia mais:

Foto destaque: Mailson Santana / Fluminense FC

Meu nome é Enzo Pires, tenho 19 anos e sou estudante de jornalismo. Desde que terminei a escola eu tinha certeza que meu futuro seria no esporte.