Fernando Diniz avalia empate contra o São Paulo

Depois do empate contra o São Paulo, o técnico Fernando Diniz analisou a atuação do time na partida entre erros e acertos. Para o treinador, a equipe pecou em alguns trechos do primeiro tempo, mas elogiou a mudança de postura no etapa final.

Confira a análise de Fernando Diniz

“Acho que a equipe começou a partida jogando muito bem, e no momento que o São Paulo ficou mais vulnerável a gente poderia ter acelerado muito mais o jogo. Mas deixamos o São Paulo crescer e cedemos a virada no primeiro tempo. Duas bolas que estavam no nosso pé. A origem do escanteio, e eles erraram a cobrança, a bola voltou, e a gente deu uma vacilada na área. Tomamos o gol em uma jogada que treinamos muito para não tomar.”

“E no segundo, jogada que a gente não erra, fala-se muito em fazer bola longa, mas fomos fazer uma inversão sem necessidade. E o passe foi meio casual, o Luciano foi tentar dominar no meio do caminho, a bola bateu no pé dele e virou um passe que originou o segundo gol. No segundo tempo a equipe foi do primeiro ao últimos instante bastante agressiva, e na minha opinião mereceu ganhar o jogo.”

Entradas de Nonato e Felipe Melo

“A questão não é só de dar proteção. O Felipe Melo é um jogador aqui no futebol brasileiro da primeiríssima prateleira, de nível extremamente alto. Estamos cuidando dele para saber colocá-lo, saber descansar. Ele vem de uma cirurgia complicada no joelho, então tem que saber conduzir. Ele é um jogador que melhora qualquer time em que jogar, melhorou o Palmeiras tantas vezes. Então a tendência quando o Felipe Melo entra é do time ganhar um novo frescor.”

“E ele para jogar naquela posição, com a qualidade técnica que ele tem, temos um ganho de saída, fora a postura e experiência que ele agrega para que os jogadores que estão do lado se sintam mais confiantes de fato. Nonato também entrou muito bem, na outra partida o Martinelli tinha entrado muito bem. Temos um grupo bastante homogêneo nesse sentido, equilibrado. Alguns que nem entraram estão na mesma condição de nível técnico e tático dos que estão jogando. É um elenco que eu gosto muito.”

Por fim, o Fluminense aos 28 pontos e encostou na parte de cima da tabela. Agora, o Tricolor visita o Goiás, às 19h (horário de Brasília), no estádio da Serrinha, em Goiânia.

Foto destaque: Divulgação/ Fluminense

Meu nome é Enzo Pires, tenho 19 anos e sou estudante de jornalismo. Desde que terminei a escola eu tinha certeza que meu futuro seria no esporte.