Diniz fala sobre as vaias em cima do goleiro Fábio

Na noite desta terça-feira (12), o Fluminense bateu o Cruzeiro, em pleno Mineirão, por 3 a 0, e se classificou para as quartas de final da Copa do Brasil. Decerto, técnico Fernando Diniz parabenizou o desempenho dos seus jogadores. Porém, o treinador também comentou sobre as vaias que o goleiro Fábio recebeu da torcida cruzeirense.

Alguns trechos de Fernando Diniz

” Não percebi vaia não. Ele é um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro. Se foi vaiado, é uma pena. Era um jogo especial, importante para ele. Ele foi gigante, para mim é um dos maiores goleiros da história do país. Acho que ele nem sabe o tamanho dele. É uma pessoa especial, ímpar. Fez defesas importantes, bonitas, como fez do Ceará. É um cara que merece muito.”

Além disso, o treinador também parabenizou a atuação de Nathan, autor de um dos três gols da vitória em cima do Cruzeiro.

“Eu procuro botar em campo os jogadores que merecem no momento. O Nathan é um talento indiscutível. Sempre tentei levar para os times que treinei. Aqui eu consigo. Cada vez mais eu tento usar o talento e botar em prática. Não é questão de sequência de jogo. Ele é um jogador com talento especial. Para fazer o gol que fez, só gente talentosa. Uma alegria poder ver ele mostrar o talento dele.”

Enfim, o treinador também comentou sobre uma possível desconfiança externa entre o técnico e os jogadores.

Desde que cheguei aqui os jogadores têm se empenhado e são merecedores de tudo que acontece. Acontecem as coisas por causa da dedicação e harmonia que já haviam antes de eu chegar. Acabei me aprofundando no que tinha de positivo, é um clube muito equilibrado. Muito diferente do que encontrei em 2019.

Leia mais:

Foto destaque: Divulgação/ Fluminense

Meu nome é Enzo Pires, tenho 19 anos e sou estudante de jornalismo. Desde que terminei a escola eu tinha certeza que meu futuro seria no esporte.