Veja os salários dos atuais pilotos da Fórmula 1

Chegando a sétima etapa do calendário 2022 da Fórmula 1, você saberia me dizer quanto ganham os grandes pilotos da principal categoria do automobilismo mundial?

Acredito que poucas pessoas saberiam responder a esta pergunta, desta forma, para facilitar a vida de nosso leitor é que traremos nesta matéria esta informação.

Todos sabem que a Fórmula 1 é uma das principais competições esportivas de elite, ou seja, a mesma gera números astronômicos devido a grande quantidade de fãs e seguidores; isso sem falarmos dos patrocinadores que apoiam cada uma das 23 provas do calendário mundial.

Na verdade temos em 2022, 22 provas, uma vez que o GP da Rússia fora excluído do calendário por conta dos conflitos junto a Ucrânia. Portanto, restando 16 etapas para o final da temporada, muitas emoções ainda irão ocorrer pelas pistas mundo a fora.

Temporada 2022 da F1

No primeiro grande prêmio de 2022, no circuito de Sakhir, com o GP do Bahrein, a mesma fora dominada por Charles Leclerc – da Ferrari, já no circuito de Jeddah, no GP da Arábia Saudita, o vencedor foi Max Verstappen – da RBR.

Seguindo, tivemos o GP da Austrália, no circuito de Albert Park, com mais uma vitória do piloto da Ferrari; já nos três últimos, quem dominou foi Max Verstappen, tanto que o piloto holandês assumiu o top do Mundial de Pilotos no último final de semana.

Assim, o Circo da F1 que promete muitas emoções ainda em 2022, vai além do âmbito esportivo, onde a BBC publicou nesta semana o salário líquido de cada piloto que compõe a Fórmula 1 na atual temporada, com o inglês e pentacampeão Lewis Hamilton liderando esta lista, com um salário de 40 milhões de libras esterlinas por ano; já o atual campeão, Max Verstappen, ganha um pouco menos que os 40 milhões, algo em torno de 38 milhões de libras esterlinas por ano.

Na sequência, aparecem Lando Norris, com 20 milhões e Fernando Alonso, com 15 milhões de libras por ano.

Mais abaixo desses, Sebastian Vettel e Daniel Ricciardo ganham cada um, 12,2 milhões de libras esterlinas. Já os pilotos da Ferrari: Carlos Sainz Jr. e Charles Leclerc recebem 9,8 milhões em ganhos anuais.

Muito perto desses, estão Valtteri Bottas e Lance Stroll, que possuem o vencimento na casa dos 8,1 milhões; Sérgio Pérez, com 6,5 milhões, Kevin Magnussen, com 5 milhões, Esteban Ocon, George Russell e Pierre Gasly, com 4,1 milhões.

Fechando a lista, Alex Albon, Nicholas Latifi, Mick Schumacher e Guanyu Zhou, com 816 libras por ano; com Yuki Tsunoda na lanterna, com 615 mil, deixando claro desta forma o notório desequilíbrio nos salários dos pilotos no grid de largada da F1, a principal categoria do automobilismo mundial.

Por Müller

A paixão pelo futebol foi um dos principais motivos da criação do Minha Torcida. O site reúne informações, curiosidades e muito conteúdo exclusivo para você que é amante do esportes [...]