Segundo as últimas informações vindas do Rio de Janeiro, assim que a Confederação Brasileira de Futebol confirmar o afastamento em definitivo de Rogério Caboclo da função de presidente da entidade, a mesma deverá alterar a comissão técnica da seleção principal.

Sim, Tite não é o nome favorito dentro da cúpula da CBF, que quer Renato Portaluppi como comandante da Seleção do Brasil.

A informação que aqui trazemos para você foi dada em primeira mão pelo repórter Guilherme Amado - do Jornal Metrópole, que indica que o atual treinador do Flamengo deva mesma assumir a seleção em breve.

Vale aqui salientar que Renato Portaluppi é o nome preferido de Bolsonaro, que tem Tite como seu desafeto e, portanto, a nova direção que assumir a CBF deve seguir esse caminho e não mais bater de frente com a Presidência da República; ato que dará mais poder de influência aos cartolas que assumir a entidade máxima do futebol nacional.

Além disso, também vale dizer que Tite não é o favorito dos torcedores, que mesmo tendo 80% de aproveitamento a frente da seleção, não consegue convencer a grande maior dos brasileiros, que querem um futebol mais alegre e não tão burocrático.

Renato Portaluppi no Flamengo

Caso essa informação venha a se confirmar, Portaluppi se despediria do Flamengo nos mesmos moldes de Tite: com um aproveitamento acima da média, onde o treinador do Rubro-Negro tem o melhor início de trabalho na história do Flamengo, com 14 vitórias, um empate e uma derrota - em 16 jogos até aqui; o mesmo possui um aproveitamento de 89% a frente da equipe carioca.