Após evoluir em seu novo clube, Lionel Messi recebeu a liberação por parte do Paris Saint-Germain para defender a Seleção da Argentina nos próximos jogos das Eliminatórias - Sul-Americanas.

Sem encarar o Leipzig, pela Champions League, Messi deve estar confirmado para entrar em campo diante do Bordeaux, neste sábado (06), pela Ligue One - o Campeonato Francês e depois estará liberado para viajar para a Argentina, no entanto, o técnico Mauricio Pochettino não gostou nada disso, uma vez que o atleta apresenta um desconforto muscular.

Com desconforto no joelho, Messi que deverá estar em campo pelo PSG neste sábado, fora liberado pela equipe médica do clube para se juntar a seleção comandada por Scaloni e assim disputar as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, diante do Uruguai e Brasil, neste mês.

Compromissos da Argentina pelas Eliminatórias

As duas próximas partidas da seleção argentina serão realizadas no dia 12 e 16 de novembro; a primeira contra o Uruguai, às 20h (de Brasília), já a segunda será diante do Brasil, às 20h30 (de Brasília).

Lembrando que o jogo diante dos uruguaios será fora do país, já diante do Brasil, será em solo argentino.

Maurício Pochettino insatisfeito

Como já declaramos acima, quem não está contente com essa situação é o técnico do Paris Saint-Germain, que andou se queixando pelo período que o jogador passa fora do clube.

"É complicado explicar. Nestes dois meses ele esteve mais em seu país do que em Paris, defendendo seu clube. Ele viaja, volta e agora está com problemas musculares. Agora, mas dois jogos aguardam Lionel Messi pela Seleção Argentina", destacou o treinador do clube de Paris.