Planejando mudanças na Comissão de Arbitragem, o presidente interino da Confederação Brasileira de Futebol - Ednaldo Rodrigues, não descarta demitir Leonardo Gaciba a frente da pasta.

A informação é do site "GE", que ficou sabendo de dirigentes próximos aos aliados do mandatário máximo da casa, que a arbitragem brasileira está deixando a desejar e errando muito, apesar dos altos investimentos feitos pela entidade em tecnologia para auxiliar os árbitros em campo.

Desde 2018 em competições nacionais, o VAR passou a ser utilizado em todas as partidas do Brasileirão - Série A partir de 2019.

Mesmo declarando que não se sente pressionado pelos dirigentes de clubes, o presidente interino da CBF revelou que o comando da arbitragem precisa se reciclar.

Rodrigues já se encontrou duas vezes com o chefe da arbitragem e seus subordinados, cobrando desses melhores atuações dos árbitros na reta final das Séries A e B do Brasileirão.

Falta de critérios em decisões

Para Rodrigues, a falta de critério nas decisões dos árbitros é um dos maiores problemas nesta temporada e pediu a Comissão de Arbitragem que retirem a carga total das mãos de Gaciba e compartilhem mais os atributos com outros integrantes do órgão.

Tendo a arbitragem como uma de suas principais preocupações, o presidente da CBF na última sexta-feira decidiu liberar os diálogos dos árbitros com a equipe do VAR, desta forma, os áudios que eram mantidos em sigilo, passaram a partir de então a ficar disponível no site da entidade ao final de cada rodada.

Segundo Rodrigues, essas mudanças vem como uma forma de dar maior transparência ao trabalho dos árbitros.