Fórmula 1 na Netflix? Ao que indica, muito em breve poderemos acompanhar as corridas da categoria ao vivo pelo serviço de streaming, segundo as últimas informações vindas da Europa.

Essas mesmas informações dão conta de que a gigante de streaming estaria inclinada a mudar sua filosofia, para assim entrar na luta pelos direitos de transmissão da Fórmula 1, no futuro.

Contendo documentários sobre as histórias de Michael Schumacher e Juan Manuel Fangio, além da série Drive to Survive, a Netflix está se tornando um local de entretenimento para os fás da principal categoria do automobilismo mundial, com o tópico da F1 podendo ser estendido ainda mais no portfólio do serviço de streaming nos próximos anos.

A informação que aqui trazemos foi dada em entrevista concedida a revista alemã Der Spiegel pelo próprio CEO da Netflix - Reed Hasting, um dos criadores da companhia.

"Há algum tempo, os direitos de transmissão da Fórmula 1 estavam a venda. Naquela época, não estávamos entre os concorrentes. Hoje, iríamos pensar nessa possibilidade", destacou Hastings.

Sobre o tema "eventos esportivos", o CEO da Netflix ainda destacou que a empresa faz entretenimento e não jornalismo, e que isso deve ser seguido como um dos princípios éticos, onde o mesmo ainda destaca que manteria suas mãos longe dos "esportes ao vivo".

"Com as transmissões esportivas, não temos controle sobre as fontes. Não somos donos da Bundesliga. A Bundesliga faz acordos com quem quiser. Mas esse tipo de controle seria um pré-requisito para nós, para que possamos oferecer aos nossos clientes uma oferta segura", finalizou.

Porque a F1 na Netflix?

Essa resposta pode ser dada por conta de outros serviços de streaming, como por exemplo, o Prime Vídeo - da Amazon, que possui acordo com a NFL - liga de futebol americano, onde essa transmite partidas as quintas-feiras, com o denominado Thursday Night Football e possui grande índice de audiência. Já a Star+, da ESPN, inclui além da NFL, a NBA e Nascar, isso sem falar da Champions League.