Praticamente sem chances de conquistar o Tri Campeonato Brasileiro em sequência, o Flamengo deve utilizar as últimas rodadas do torneio nacional como uma espécie de "laboratório" para a grande decisão da Libertadores da América, diante do Palmeiras, no dia 27 de novembro.

Com o técnico Renato Portaluppi fortemente contestado na Gávea e no Ninho do Urubu, esse dificilmente estará à frente da equipe Rubro-Negra em 2022, principalmente se não conquistar o título sul-americano; único torneio que restou ao Flamengo nesta temporada.

Segundo o jornalista Renato Maurício Prado - do UOL Esporte, falou ele que o comandante técnico em questão não deverá permanecer a frente do Flamengo, podendo deixar o clube antes mesmo do término de seu contrato.

"O Renato Portaluppi cai até se ganhar a Libertadores. Não há mais ninguém na Gávea que entenda o que ele está fazendo a frente do Flamengo e com isso não deve ficar para 2022. Para seu lugar, deve vir um treinador estrangeiro, não sei quem, mas o Renato, nem que ganhe a final da Libertadores ficará. Se ele não ganhar a final, cai ainda em Montevidéu, retornando ao Rio Grande do Sul", destacou o jornalista.

No entanto, o jornalista André Rocha, também presente na live, declarou que a direção poderá ter uma decisão diferente da de Maurício Prado, devendo manter o treinador em caso de conquista da Libertadores.

"Quem ganha no Brasil, tem sempre a razão. Dificilmente um clube irá demitir um treinador depois de uma grande conquista", declarou André Rocha.

Próximo compromisso do Flamengo

Antes disso tudo, o Flamengo volta a campo nesta quinta-feira - 11 de novembro, no Maracanã, diante do Bahia, às 19h (de Brasília), pelo Brasileirão 2021.