Hernán Crespo não suporta a mais um resultado ruim a frente do São Paulo e as mas exibições pelo Brasileirão, sendo demitido pelo Tricolor Paulista nesta quarta-feira, 13 de outubro.

Depois de uma sequência de quatro jogos sem vencer pelo Campeonato Brasileiro, o Tricolor Paulista emitiu uma nota oficial nesta tarde de quarta-feira (13), confirmado a saída de seu treinador em comum acordo.

Anunciado em 12 de fevereiro de 2021, com contrato assinado até dezembro do próximo ano, Crespo levou o São Paulo a conquista do Campeonato Paulista, quebrando um jejum de oito anos sem erguê-lo.

Porém, a má campanha no decorrer da temporada, com eliminações pela Copa do Brasil e Libertadores, somado ao mau desempenho e a resultados ruins pelo Brasileirão 2021, em comum acordo clube e treinador encerram a parceria.

O anúncio conforme já destacamos acima foi feito no site oficial do São Paulo, onde a direção comunica o desligamento de toda a comissão técnica argentina que estava junto com o treinador.

Nesta mesma, o São Paulo avisa que o “clube abrirá um processo de busca no mercado pelo novo comandante técnico”.

Hernán Crespo no São Paulo

O treinador de 46 anos deixa o Tricolor Paulista com um título no currículo, onde no primeiro semestre conquistou o Campeonato Paulista, porém, como já dito aqui mesmo nesta matéria, após esse, Crespo conviveu com problemas físicos dentro do elenco e viu sua equipe cair de desempenho, principalmente no campeonato nacional, aonde chegou a estar dentro da zona de rebaixamento.

Ainda pela Copa do Brasil e Libertadores, o profissional conviveu com eliminações pesadas, que minaram seu trabalho dentro do clube. O principal desses foi a derrota por 3 a 0 diante do Palmeiras, que marcou o fim da participação do Tricolor Paulista na Libertadores deste ano.

Pela Copa do Brasil, a eliminação veio diante do Fortaleza, pelo placar de 3 a 1, onde o São Paulo pouco ameaçou seu adversário jogando fora de casa. O Tricolor deixou a competição nacional nas quartas de final.

Além das contusões, quedas em competições, Hernán Crespo conviveu com um ambiente conturbado, especialmente no que tange Daniel Alves, que com o técnico argentino jogou mais como ala direito do que como meio-campista, até esse pedir sua rescisão de contrato, recentemente.

Diante desses problemas, o argentino não conseguiu trazer soluções e elevar o nível do São Paulo dentro do Brasileirão, onde de Campeão Paulista, briga atualmente na parte de baixo da tabela no campeonato nacional.

Esse esteve a frente do São Paulo em 57 jogos, com 24 vitórias, 21 empates e 12 derrotas; um aproveitamente de 54,39%.

Veja abaixo um trecho da nota emitida pelo São Paulo

“O São Paulo Futebol Clube informa que Hernán Crespo deixa o comando técnico da equipe nesta quarta-feira (13). A decisão foi tomada em comum acordo após conversa entre treinador e a direção do São Paulo. Também deixam o clube Juan Branda, Alejandro Kohan, Gustavo Sato, Gustavo Nepote e Tobias Kohan, que chegaram juntos com o treinador”.