Mais uma derrota para a toda poderosa Rede Globo. A mesma não levou o Campeonato Paulista de 2022, perdendo a competição para a TV Record, que transmitira os jogos do estadual de forma exclusiva na próxima temporada.

Sim, a Record será a nova "casa" do Campeonato Paulista a partir de 2022, aonde em negociações conduzidas por seus diretores Marcelo Silva, Marcus Vinícius Vieira, Antonio Guerreiro e Mafran Dutra, definiram a compra dos direitos de transmissão do torneio estadual mais importante do país.

A emissora em questão terá o direito exclusivo de levar ao ar os jogos do Campeonato Paulista a partir da temporada 2022, ou seja, já a partir do próximo ano. Vale salientar que as informações aqui são referentes à transmissão na TV aberta.

Segundo os diretores da TV Record, a aquisição fora de um pacote com 16 jogos, pelo período de quatro anos a contar de 2022, assim, a emissora será a detentora dos direitos televisivos na TV aberta do Campeonato Paulista até 2026.

Quem gostou deste acordo foi Reinaldo Carneiro Bastos - presidente da Federação Paulista de Futebol, que destacou o seguinte:

"É com grande satisfação que anunciamos hoje um acordo novo, com uma emissora gigante como é a Record TV. A emissora terá, a partir de 2022, o torneio líder em audiência no Brasil. Será, sem dúvida, mais um ciclo de sucesso, agora em uma nova casa", afirmou ele ao site oficial da entidade.

Libertadores 2022 na Record

Se não bastasse essa vitória sobre a Globo, a Record poderá tirar da emissora carioca os jogos da Libertadores do próximo ano, onde a mesma deve nos próximos dias ser convidada para participar da licitação pelos direitos televisivos da maior competição de clubes do continente, a Libertadores da América, tendo ainda o SBT como forte concorrente.

Assim sendo, a Record deve ser o principal concorrente da emissora de Silvio Santos nesta disputa, uma vez que a Globo virou alvo de processo judicial após rescindir o contrato que tinha para a exibição dos jogos da Libertadores, e não é mais vista como a queridinha pela Conmebol.