Flamengo repete história: números desfavoráveis na Copa do Brasil se acumulam

Neste domingo (24), o Flamengo encarou o São Paulo no segundo jogo da final da Copa do Brasil. Por um resultado no agregado de 2 x 1, a equipe Tricolor se consagrou campeã pela primeira vez da competição. No entanto, o Mengão acumulou um histórico negativo no torneio e na temporada.

Flamengo repete história na Copa do Brasil

Vale lembrar que o Flamengo é tetracampeão pela Copa do Brasil, sendo seu último título na temporada passada de 2022, quando superou o Corinthians, nos pênaltis.

Além de conquistar quatro vezes a competição, o Flamengo também soma quatro vice-campeonatos na história da Copa do Brasil. Com mais esse desta tarde, o número sobe para cinco. Ou seja, a equipe carioca ficou mais vezes em segundo lugar do que levantou a taça.

Em 1997, chegou na final para disputar o título com o Grêmio, dentro do Maracanã, mas não superou a equipe sulista, empatando por um placar de 2 x 2, o que beneficiou os Tricolores Gaúcho, já que, no primeiro duelo, terminou em 0 x 0.

Do mesmo modo, em 2003, diante do Cruzeiro, maior campeão da Copa do Brasil, novamente o Flamengo morreu na praia. A Raposa ganhou, de virada, por um placar de 3 x 1, com os três gols sendo feito apenas nos primeiros 30 minutos da primeira etapa.

Na edição subsequente, o Mengão também não superou o Santo André. Dessa forma, o Rubro-Negro acumulava três vice-campeão e apenas um título na Copa do Brasil, conquistado em 1990.

Em 2006 e 2013, o Flamengo voltou a conquistar a competição, acumulando mais dois títulos em sua prateleira, mas, em 2017, voltou a ficar em segundo lugar, novamente diante do Cruzeiro. No tempo normal ficou em 0 x 0 e a decisão foi para os pênaltis, terminando em 5 x 3 para os mineiros.

No ano passado, igualou ao número de títulos e vice-campeonato, somando sua quarta taça da Copa do Brasil, mas neste domingo (24) voltou a ter números maiores como segundo lugar.

Temporada negativa

Além do número negativo somado na Copa do Brasil, o Flamengo acumula outras características preocupantes na temporada de 2023. De início, Jorge Sampaoli não conquista um título significativo desde 2015, mas a campanha negativa do Mengão não começou por aí.

Em janeiro, a equipe rubro-negra perdeu a Supercopa do Brasil para o Palmeiras, por um placar de 4 x 3. Perdendo, assim, sua primeira decisão em 2023. Mais tarde, disputou o Mundial de Clubes da FIFA, após conquistar a Libertadores de 2022. No entanto, também não teve sucesso, sendo eliminado ainda na semifinal e apresentando umas das piores campanhas de um time brasileiro no Mundial.

Além disso, perdeu o título do Campeonato Carioca para o Fluminense e agora, neste domingo (24), somou mais uma derrota importante, diminuindo drasticamente as chances de levar um troféu nesta temporada, já que resta apenas o Campeonato Brasileiro.

Carolina Castro Carolina Castro

Tenho 25 anos e sou formada em jornalismo. Desde criança desenvolvi o gosto por esporte e por isso escolhi ser jornalista. Foi a profissão que me deixou mais próxima daquilo que mais amo: falar e escrever sobre esporte.