Novo CEO do Barcelona utilizou os microfones em uma entrevista coletiva para expor os problemas econômicos do clube, onde Ferran Reverter criticou a gestão de Josep Maria Bartomeu.

De acordo com o dirigente catalão, o clube na gestão passada contratava jogadores se ao menos ter a certeza de que poderia arcar com seus salários, como foi o caso de Antoine Griezmann.

“Houve uma falta de estudo financeiro. Acreditamos que quando contratavam, não verificavam se poderiam arcar com as despesas. No caso de Griezmann, na mesma noite em que o contrataram, viram que não havia dinheiro e se buscou um fundo para fazer um “factoring”. Constatamos que houve uma gestão nefasta, como tentei transmitir, não houve um planejamento. Improvisação total”, disse o presidente do Barcelona nesta entrevista.

Reverter admite problemas financeiros

Nesta mesma, o dirigente admitiu que o clube passa por dificuldades financeiras, mas o mesmo acredita que ainda assim o Barcelona poderá atuar nas próximas janelas de transferências e montar uma equipe bastante competitiva.

“Ainda podemos renovar e contratar. As renovações de Pedri e Ansu Fati estão em um bom caminho. A saída de um último jogador importante iria gera um Fair Play positivo de mais de 20 milhões de euros (R$ 126 milhões) para contratar. Mas o trabalho não acabou e temos que seguir reduzindo a massa salarial”. O Barça tem que seguir apostando no que o fez grande e há três pilares. La Masia é o estilo do Barcelona, com excelência esportiva e alto rendimento, acoplado a modernização do clube como um todo”, finalizou.