Atlético-MG convoca coletiva sobre arbitragem

Antes de tudo, o Atlético-MG convocou uma coletiva de imprensa para quarta-feira(20). Tem como pauta falar sobre as decisões tomadas pela arbitragem em alguns jogos do time na atual temporada. Ainda não se sabe quem deve falar, porém a tendência é para ser o presidente Sergio Coelho.

Galo segue reclamando de lances em partidas no Brasileirão Serie A e a Copa do Brasil. Pelo brasileiro, ultima rodada o clube mineiro enfrentou o Botafogo no Estádio Nilton Santos, onde ganhou por 1 x 0. Apesar da vitória em cima do time carioca, o Atlético teve um gol anulado no fim do segundo tempo, logo depois do VAR analisar e o juiz marcar impedimento, sem avaliar o pênalti em Ademir.

Além disso, após o fim do jogo, o diretor de futebol Rodirgo Caetano solicitou mais uma vez os áudios do VAR. O mesmo solicitou antes e reclamou na demora da divulgação.

Reclamação por erros

Ainda assim, a reclamação permanece em alguns casos recentes como o polêmico pênalti não marcado em cima de Hulk. A partida ficou marcada pela alta reclamação com o árbitro Daronco por não marcar dois pênaltis a favor do Galo. O atacante ainda revelou que o arbitro teria “ameaçado” após a partida.

Antes da decisão na copa do Brasil, a comissão comandada pelo presidente Sergio coelho, entregou a CBF um ofício reclamando da arbitragem de Daronco. Outros lances em que o galo se sentiu prejudicados estiveram presente.

Eventualmente, a partida contra o Flamengo validá pelo jogo de volta das oitavas de final da copa do Brasil, onde o Atlético-MG perdeu por 1 x 0 e acabou sendo eliminado da competição. No segundo gol do meia Arrascaeta, o arbitro marcou gol mas o VAR analisou que não teria uma imagem conclusiva e que permaneceria a decisão de campo.

Nessa segunda-feira(18) foi liberado os áudios do VAR das partidas contra o São Paulo e Flamengo. Contra o time carioca, foi mantida a decisão de campo já que não foi possível ter imagens claras se a bola entrou ou não.

Já no jogo contra o Tricolor Paulista o VAR entendeu que o contato entre Hulk e Miranda foi normal. No lance em que contra o Botafogo, houve a definição que o lance em que Igor Rabelo é agarrado na área não impactou no jogo. No lance da mão, foi entendido que não existiu a intenção.

sou estudante de jornalismo pela universidade federal do recôncavo da Bahia e sou um apaixonado pelo futebol!