O português António Oliveira não é mais técnico do Athletico; sim, o profissional através das redes sociais oficializou em nota que não é mais o comandante da equipe paranaense e segundo o próprio, a decisão partiu dele mesmo.

Nesta mesma nota, ele justifica o seu pedido de demissão, onde diz sair de "consciência limpa", ressaltando que o trabalho foi sim "bem feito", apesar das dificuldades encontradas.

Ainda, Oliveira disse ter sido procurado por outros clubes brasileiros, no entanto, na época preferiu permanecer na equipe "pelo projeto".

Veja sua nota na integra:

"Hoje encerro minha passagem pelo Club Athletico Paranaense por decisão minha, há muito amadurecida e por diversas razões avaliadas de forma consciente e profissional. Foi uma experiência profissional de grande valia, onde conheci pessoas fantásticas e aprendi como me superar, mostrando que é possível pensar grande, mesmo com todas as dificuldades existentes. Houve a lembrança do meu nome por vários clubes, mas resolvi ficar pelo projeto.Faço questão de dar os parabéns a esta equipe pelo enorme esforço e dedicação. Mas como sempre disse, jogadores não são máquinas e tudo tem limites. Saio de consciência tranquila e agradeço o apoio de todos que, junto comigo, saímos de uma zona de queda no ano passado para a fase final de duas das copas, simultaneamente, fato inédito na história do CAP", escreveu o treinador.

Causas da saída de António de Oliveira do Athletico

A grande causa de seu pedido de demissão, não fora os jogos eliminatórios, mas sim o desempenho de sua equipe no Campeonato Brasileiro, torneio esse que vinha pesando consideravelmente no seu desempenho.

Em 2021, o treinador português comandou o Furacão em 39 jogos, com 20 vitórias, 7 empates e 12 derrotas - oito dessas na Série A, o que colocou em xeque a sua decisão de deixar o clube nesta quinta-feira - 09 de setembro.

Desta forma, o Athletico para os próximos jogos devem ser comandados de forma interina por Paulo Autuori, até que a direção encontre outro profissional para o cargo. Até o momento, nenhum nome foi ventilado para o lugar de António de Oliveira.

Aguardemos os próximos dias para vermos que rumo os atleticanos irão tomar quanto ao futuro do novo treinador, se esse virá de fora do país ou daqui mesmo, lembrando que atualmente o time ocupa a nona colocação na tabela - a três pontos do G6.