Após anunciar as contratações de Giuliano e Renato Augusto, e estar a detalhes de anunciar o atacante Roger Guedes, o Corinthians busca mais um nome de peso para a disputa da metade final do Campeonato Brasileiro: Trata-se do meia Willian, atualmente no Arsenal, da Inglaterra.

Revelado pelo clube, Willian considera deixar o futebol europeu. A informação, veiculada pelo jornalista Fabrizio Romano, dá conta de que o Timão já realizou uma proposta oficial para o jogador, e mesmo com a prioridade inicial sendo um mercado europeu, a possibilidade de voltar ao Brasil já está sendo analisada pelo jogador e seu staff.

Aos 33 anos de idade, Willian vem em momento de decadência de sua carreira internacional. Sua passagem pelo Arsenal teve pouco destaque, após já oscilar no Chelsea. A diretoria dos Gunners pretende negociar o jogador o mais rápido possível, tendo em vista que Willian possui um dos salário mais elevados do elenco hoje comandado pelo técnico Mikel Arteta.

Willian foi contratado pelo Arsenal em agosto de 2020, sem custos após não renovar com o Chelsea. Tem contrato com o Arsenal até junho de 2023, e seu valor de mercado atualmente é de 9 milhões de euros (cerca de R$54 milhões na cotação atual). O Arsenal entende que é praticamente impossível conseguir alguma venda, principalmente pelo desempenho abaixo de Willian nas últimas temporadas.

Segundo Fabrizio Romano, o Corinthians, internamente, pressiona o jogador para acelerar as tratativas, e viabilizar um retorno ao futebol brasileiro. Assim como Renato Augusto e Giuliano, o clube brasileiro tem o objetivo de contratar Willian apenas pagando salários, ou seja, primeiramente, o jogador teria de conseguir uma rescisão contratual com o Arsenal.

Pelo Arsenal, Willian realizou 37 jogos, com apenas 1 gol marcado. Na carreira, tem 104 gols em 631 jogos, além de 140 assistências. Conquistou 2 edições da Premier League, 1 edição da Copa da Inglaterra, 1 edição da Copa da Liga Inglesa, além de 5 edições do Campeonato Ucraniano, 2 edições da UEFA Europa League, 4 edições da Copa da Ucrânia e 1 edição da Supercopa da Inglaterra.

Pela seleção brasileira, conquistou a Copa América de 2019, realizada no Brasil. Marcou um gol na competição.