Nos últimos anos, o Grêmio foi um sucesso de revelação de grandes jogadores. E, atualmente, o principal ativo oriundo das categorias de base do tricolor é o lateral-direito Vanderson, de apenas 20 anos de idade, e que é o principal alvo do Brentford, da Inglaterra. Nos últimos momentos da atual janela de transferências, o lateral tricolor é o principal nome nos bastidores.

O interesse do Brentford já é antigo. Entretanto, agora o interesse do time inglês, que voltou à Premier League depois de 74 anos, se tornou proposta oficial, e com valores que a diretoria gremista considera "interessantes" internamente. A proposta dos ingleses foi de 12 milhões de euros (R$72 milhões na cotação atual), além de 2 milhões de euros (R$12,1 milhões) por cumprimento de metas de acordo com o desempenho individual e da equipe.

Aos 20 anos, Vanderson desperta interesse do Brentford, da Inglaterra. (Foto:Reprodução)
Aos 20 anos, Vanderson desperta interesse do Brentford, da Inglaterra. (Foto:Reprodução)

Antes desta proposta oficial, o Grêmio, ciente do assédio europeu sobre Vanderson, exerceu a compra de mais 20% dos direitos econômicos do atleta junto ao Rio Branco, do Acre. Para isso, o tricolor pagou a quantia de 200 mil euros (R$1,2 milhão), e agora, possui 70% do valor de uma possível venda.

Saída em janeiro é a principal causa para acordo por Vanderson

Mais do que os valores, o Grêmio internamente considera que Vanderson é uma peça-chave no time que busca sair da zona de rebaixamento dentro do Campeonato Brasileiro. O clube não descarta negociar, mas entende que, com a situação financeira já resolvida com as vendas de Matheus Henrique, Ruan, Pinares e Léo Chu, não é necessário realizar uma nova venda.

Porém, ciente de que a proposta conta com uma cifra boa principalmente pela posição do jogador, já que jogadores de defesa são menos valorizados do que os atacantes, existe uma possibilidade de acordo: O acordo acontecendo agora, com a saída apenas em janeiro de 2022. A ideia é costurar o acordo da mesma maneira que fez com Ruan, que foi negociado com o Sassuolo, da Itália, e irá apenas em janeiro de 2022.

Mesmo assim, o Grêmio não tem pressa. Entende que, caso feche a venda, será uma grande quantia de dinheiro nos cofres, mas caso não seja possível, no início de 2022, outros clubes do futebol europeu devem apresentar proposta, e com isso, o tricolor pode conseguir ainda mais dinheiro, e ficará com o jogador por mais tempo.