A temporada de 2021 do Flamengo termina bem abaixo do esperado principalmente no que diz respeito aos resultados nas principais competições. Mesmo com o título do Campeonato Carioca ainda sob o comando de Rogério Ceni, o 2º semestre sob o comando de Renato Portaluppi teve como principal fator um planejamento arriscado, e que deu errado.

Deixando o Campeonato Brasileiro em segundo plano, o Fla voltou as suas atenções para a Copa do Brasil e para a Copa Libertadores da América. Na copa nacional, a eliminação foi para o Athletico com derrota por 3x0 dentro do Maracanã, e que culminou como o primeiro momento de grande crise do trabalho. Além disso, o planejamento de praticar o rodízio de jogadores durante o Campeonato Brasileiro, inclusive arriscando a possibilidade de título, também irritou bastante a maior parte da torcida rubro-negra.

Com isso, e com a demissão de Renato oficializada, 3 nomes surgem como potenciais substitutos: Marcelo Gallardo, André-Villas Boas e Ricardo Carvalhal. E, iremos elencar aqui qual a real possibilidade de cada um destes candidatos se tornar de fato o novo técnico do Flamengo. Confira.

3 candidatos a substituir Renato no comando do Flamengo

Marcelo Gallardo

Primeiro nome da lista e tido como mais consagrado, o argentino Marcelo Gallardo é o "ficha 1" da diretoria rubro-negra. Campeão de 13 competições em 7 anos pelo River Plate, Gallardo é tido como o perfil perfeito em termos de representatividade e de entendimento tático em relação ao atual elenco.

Entretanto, alguns pontos pesam contra uma possível vinda de Gallardo. Primeiramente, um salário que atualmente é completamente fora da realidade do futebol sul-americano: U$$1,5 milhão/mês (R$8,4 milhões na cotação atual). Pra se ter ideia, esta é uma remuneração de cerca de 18x superior ao valor acordado com Renato Portaluppi.

Treinador do River Plate declarou publicamente que não descarta encerrar trabalho em busca de novos desafios. (Foto:Reprodução)
Treinador do River Plate declarou publicamente que não descarta encerrar trabalho em busca de novos desafios. (Foto:Reprodução)

Além disso, Gallardo é alvo de clubes no futebol europeu, além de também ser o maior candidato a assumir a seleção uruguaia. A resposta do técnico à seleção celeste será dada nos próximos dias.

Por fim, ainda existe a possibilidade de renovação com o River Plate, que é o cenário menos provável no momento. A imprensa argentina trata um fim de ciclo como a maior possibilidade no momento, principalmente pelas várias propostas de saída.

André-Villas Boas

André-Villas Boas, que já esteve em negociações com o São Paulo, está sem clube desde que pediu demissão do Olympique de Marselha, da França. Na ocasião, o principal motivo foi a contratação de um jogador que não teria sido pedido pelo treinador.

No auge de sua carreira no futebol europeu, foi comandante do Chelsea, e posteriormente, o Zenit. Foi eleito em 2011 o 4º melhor treinador do futebol mundial pela IFFHS.

Ex-técnico do Chelsea, André-Villas Boas é o nome menos possível para comandar o Flamengo no momento. (Foto:Reprodução)
Ex-técnico do Chelsea, André-Villas Boas é o nome menos possível para comandar o Flamengo no momento. (Foto:Reprodução)

Sobre a possibilidade de chegada ao Flamengo, o principal entrave é a questão de sair do futebol europeu, além do alto custo. Quando negociou com o São Paulo, a pedida salarial do português foi de aproximadamente R$1,2 milhão/mês, valor acima do que o tricolor paulista poderia pagar. A tendência é de que este nome não seja o primeiro a ser procurado.

Carlos Carvalhal

Por fim, o nome de Carlos Carvalhal é outro muito bem cotado e avaliado internamente no Flamengo. A diretoria rubro-negra já negociou com o atual técnico do Braga, mas na ocasião, optou pela contratação de Domenéc Torrent.

Carvalhal é treinador profissional desde o ano de 1998, e já venceu a Taça de Portugal. Sua filosofia de jogo e as similaridades com os métodos de trabalho de Jorge Jesus são os principais pontos positivos para uma possível contratação neste momento.

Carlos Carvalhal já foi alvo do Flamengo em 2020. Na ocasião, Domenéc Torrent foi o escolhido. (Foto:Arquivo)
Carlos Carvalhal já foi alvo do Flamengo em 2020. Na ocasião, Domenéc Torrent foi o escolhido. (Foto:Arquivo)