Torcedores do Atlético-MG são absorvidos por acusação de injúria racial

Antes de tudo, em novembro de 2019, Atlético-MG enfrentou o Cruzeiro em partida valida pelo Brasileirão Serie A. Entretanto, a partida ficou marcada por conta de uma discussão entre um torcedor atleticano e seguranças do estádio. No vídeo divulgado pelo jornalista  Lucas Von Dollinger, um dos torcedores dispara palavras de cunho racista.

“Você pôs a mão em mim, olha sua cor”

Justiça absorve

Todavia, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais absolveu, em segunda instância, os dois irmãos que estavam sendo acusado.

Na acusação, a decisão foi publicada apenas em fevereiro desse ano, mas só foi à tona agora. Os desembargadores apontaram que os torcedores Adrierre Siqueira da Silva e Nathan Silveira da Silva, agiram em “crescente e justificável ira” já que o segurança teria impedido de irem para um ponto mais seguro.

“Os acusados, a princípio, agiram revoltados, em uma crescente e justificável ira, eis que sob o efeito de gás de pimento e temendo por sua integridade física, fato este que, em alguma medida, foi provocado pela própria vítima”

Segundo a defesa judicial do segurança, os torcedores teriam cuspido em sua direção. Além disso, teriam chamado o segurança de “macaco” e falado “olha sua cor”.

Indenização

Por outro lado, após esse episodio, o Atlético-MG informou que exclui os torcedores do quadro de sócios do clube. Ainda assim, o clube moveu uma ação requerendo que eles custassem R$15 mil, valor que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva condenou o clube.

Assim, a sentença saiu em outubro de 2021 e condenou os dois torcedores ao pagamento do valor, com aplicação de 1% em juros ao mês.

Contudo, os torcedores contestaram a decisão e requisitaram a condenação feita pelo Atlético-MG. Mas não tiveram sucesso.

“Não houve prática de crime de injuria racial, sendo que a discussão dos réus com o segurança, se deu em atitudes desumanas dos próprios seguranças do estádio, gerando confusão generalizada, não havendo que se falar em culpa dos requeridos”. Argumento usado pelos torcedores.

Foto destaque: Lucas Von Dollinge / Rádio 98 FM

sou estudante de jornalismo pela universidade federal do recôncavo da Bahia e sou um apaixonado pelo futebol!