Sampaio Corrêa vence Chapecoense: confira os melhores momentos

Na noite desta terça-feira (11), o duelo Sampaio Corrêa x Chapecoense aconteceu pela 35ª rodada do Brasileirão Série B. Assim, os maranhenses venceram por 2 x 1 no Estádio Castelão em São Luís, capital do Maranhão. Os gols da Bolívia Querida foram marcados por Lucas Araújo e Gabriel Poveda. Já a Chape descontou com William Popp.

Melhores Momentos de Sampaio Corrêa x Chapecoense

1º tempo

O primeiro tempo do jogo foi muito movimentado, com ambos os times procurando o gol. Logo no início, a Chapecoense obrigou o goleiro do Sampaio Corrêa a fazer grande defesa em chute de longa distância. Mas aos 14′ foi a Bolívia Querida que balançou as redes. Após cobrança de escanteio por Pará, Ygor Catatau disputou no alto e a bola sobrou para Lucas Araújo fazer 1 x 0.

Depois disso, o Sampaio Corrêa melhorou no jogo e Gabriel Poveda quase ampliou a vantagem. Mas a cabeçada do artilheiro foi no travessão e não entrou. Tremendo azar.

No fim do primeiro tempo esse gol fez falta. A saber, Maílton fez jogada pela direita, Pará não desarmou e ele cruzou. Assim, a bola cruzou a área e sobrou para William Popp. O centroavante dominou e bateu para o gol, fazendo 1 x 1 a favor da Chapecoense aos 43′.

2º tempo

Na volta do intervalo o Sampaio Corrêa resolveu o jogo. Logo aos 15′, em um contra-ataque fulminante, Pimentinha saiu em velocidade pela direita. Ele partiu para cima da zaga, entrou na área e Cleylton o derrubou. A arbitragem deu pênalti. Na cobrança, Gabriel Poveda não decepcionou e deixou 2 x 1 para a Bolívia Querida.

Próximos jogos de Sampaio Corrêa x Chapecoense

Agora o Sampaio Corrêa só entra em campo daqui a 11 dias, no dia 22 de outubro, quando entrenta o Ituano fora de casa. A equipe nordestina ainda busca uma vaga no G4. Por outro lado, a Chapecoense ainda luta contra o rebaixamento e tem um compromisso muito importante contra a Tombense, em casa, no dia 21.

Caian Oliveira Caian Oliveira

Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.