Das equipes argentinas presentes nas oitavas de final da Libertadores, apenas uma segue viva rumo as quartas de final do torneio. Estamos nos referindo ao River Plate, que nesta última quarta-feira eliminou o Argentino Juniors pelo placar de 2 a 0.

Com dois gols de Braian Romero, o River Plate que venceu o único duelo entre times do mesmo país nas oitavas de final, agora irá encarar na próxima fase da Libertadores da América o Atlético-MG, que despachou o Boca Juniors.

Os gols de Braian Romero foram anotados aos 35 minutos da etapa inicial e aos 9 minutos da etapa complementar, selando assim a vaga dos Millonarios as quartas de final da competição aqui em destaque. Isso sem falarmos do primeiro confronto entre as duas equipes, onde o River Plate já havia derrotado o Argentino Juniors por 1 a 0, no Monumental de Nuñez.

Dos seis argentinos nas oitavas de final, cinco caíram

Sim, dos seis times do país vizinho ao Brasil "vivos" na Libertadores, cinco deles ficaram nas oitavas de final, restando apenas o River Plate. O Boca Juniors como já declaramos acima, caiu para o Atlético-MG, o Racing para o São Paulo, o Argentinos para o River Plate.

Além desses, o Vélez Sarsfield perdeu para o Barcelona de Guayaquil e para completar, o Defensa y Justicia fora goleado nesta quarta-feira (21) para o Flamengo, deixando assim a competição.

Última vez que a Libertadores teve apenas um argentino

Esse mesmo cenário que hoje vivemos, aconteceu pela última vez na Libertadores de 2011, quando a Argentina teve apenas um representante nas quartas de final do torneio mais importante do futebol sul-americano.