O que estava muito próximo, aconteceu. No início da tarde desta segunda-feira (29), o Flamengo anunciou que o técnico Renato Portaluppi deixa o comando técnico da equipe principal. A derrota na final da Copa Libertadores da América foi o estopim para a queda do treinador.

O assunto foi tratado com bastante cautela oficialmente pelos dirigentes do rubro-negro. Ao desembarcar no Rio de Janeiro, Marcos Braz declarou que a situação seria debatida, e aos poucos, o clube faria o planejamento adequado para a temporada de 2022. O anúncio oficial foi feito através das redes sociais do Flamengo.

Trabalho de Renato Portaluppi foi questionado após final da Libertadores

O ambiente envolvendo o trabalho e os resultados da comissão técnica de Renato já não era bom antes do duelo diante do Grêmio, que causou polêmica por conta de uma postura diferente da esperada. A partida, que terminou empatada pelo placar de 2x2, causou divergências nos bastidores.

Por fim, a final diante do Palmeiras em Montevidéu era tratada como decisiva para a permanência de Renato no Flamengo. Um eventual título continental seria suficiente para a manutenção do trabalho, algo que acabou não se concretizando.

Eliminação na Copa do Brasil e campanha abaixo no Campeonato Brasileiro foram determinantes para saída de Renato. (Foto:Reprodução)
Eliminação na Copa do Brasil e campanha abaixo no Campeonato Brasileiro foram determinantes para saída de Renato. (Foto:Reprodução)

Com isso, o Flamengo trabalha opções no mercado. Tido como unanimidade pela torcida, o nome do argentino Marcelo Gallardo, do River Plate, é também desejo da diretoria, que entende que existem fortes concorrentes. Outro destino bem cotado é a seleção uruguaia, que ainda pretende realizar proposta.

Antes do fim da temporada, o Flamengo se prepara para o duelo diante do Ceará, que acontece nesta terça-feira (30), pelo Campeonato Brasileiro. O interino Mauricio Souza comanda a equipe até o fim da competição, no dia 9 de dezembro.