Com treinador interino, o que falta ao Barcelona para confirmar Xavi Hernández como substituto a Ronald Koeman?

De acordo com informações do jornal "RCM1" e confirmado pelo site "GOAL", um grupo de dirigentes do Barcelona viajou até Doha - no Catar nesta quarta-feira (03/11) para fechar contrato com o ex-jogador do clube e agora técnico de futebol.

Mas o que resta para um acerto?

Segundo as informações, o Barcelona precisa convencer a equipe cataria a aceitar liberar o profissional em questão, ou seja, o treinador segue contratado pelo Al-Sadd, cujo contrato é valido até 2023.

Para essa missão, viajaram a Doha, o vice-presidente - Rafael Yuste e o diretor de futebol - Mateu Alemany, que ao desembarcarem no país árabe, se encontrarão com os dirigentes do Al-Sadd para debaterem o interesse do Barcelona em seu comandante técnico (Xavi).

Enquanto buscam um acerto com Xavi Hernández para comandar a equipe principal, essa segue sendo dirigida interinamente por Sergi Barjuan, que deverá comandar o Barcelona ainda nesta semana.

Para a próxima semana, o presidente do clube catalão - Juan Laporta espera então poder anunciar de forma oficial a chegada de Xavi ao comando do Barça, caso consigam um acordo com os dirigentes do clube catario; aqui entenda o pagamento da multa rescisória, que deverá ser paga para o Barcelona conseguir a liberação do profissional.

Barcelona não tem plano B

Por hora ainda segundo os veículos de informações, dizem que o Barcelona aposta todas suas fichas no treinador em questão, não colocando outros profissionais em pauta.

Onde aqui poderá entrar o atual comandante técnico do River Plate, Marcelo Gallardo, que já fora citado como possível substituto a Ronald Koeman; aguardemos!