A uma vitória de pode sagrar-se campeão espanhol pela primeira vez, pelo Atlético de Madrid, onde é ídolo, o esloveno Jan Oblak está muito perto de receber pela quinta vez em sua carreira, o famoso troféu "Zamora". Premiação essa dada ao goleiro menos vazado de LaLiga.

Com a última rodada do Campeonato Espanhol ocorrendo neste próximo final de semana, caso os "Colchoneros" vençam o Real Valladolid, esse conquistará o 11º título nacional em sua história.

Jan Oblak

Voltando ao goleiro em específico, o esloveno que é também considerado um dos melhores do mundo em sua posição, acumula até aqui 123 jogos sem sofrer um gol se quer - isso falando em um total de 228 partidas. Na atual temporada, foram 100 defesas ao longo de 37 jogos.

As vésperas de poder ajudar sua equipe conquistar o tão sonhado título de LaLiga, nesta próximo sábado, diante do Real Valladolid, Oblak deu uma entrevista exclusiva ao site "GOAL", onde destacou o seguinte sobre esse duelo:

"Vai ser um jogo duro, complicado. Nós brigamos pelo título e eles para fugirem do rebaixamento. Vai ser um jogo disputado por ambas as partes. Tanto nós como eles iremos entrar com tudo para ganharmos os três pontos".

Ainda nesta mesma entrevista, Oblak fora perguntado sobre as emoções desta edição de LaLiga, uma competição de corações fortes, onde o esloveno respondeu:

"Sempre houve sofrimento durante toda a história do clube. É assim desde que eu conheço, nenhum título veio fácil. Uma pessoa me contou que dos 10 títulos que o Atlético ganhou, só um deles foi garantido antes da última rodada.

Cada título que está em jogo para os "Colchoneros" é suado até o final, e não será diferente desta vez. É preciso saber sofrer".

Para finalizar, ele foi perguntado sobre a importância de jogar pelo Atlético de Madrid; veja o que Oblak respondeu:

"Depois de tantos jogos, tantos anos, quando você chega já vê que o Atlético tem uma torcida espetacular. É um clube com uma história bonita, que jamais conquistou facilmente as coisas e que compete contra os melhores do mundo.

E aqui é a primeira coisa que você sente é que em qualquer jogo ou treino, não importa, você tem que ser 100%. Iremos lutar, o Atlético é fazer o melhor que você puder. Aqui tem que se doar, tudo, e eu me sinto orgulhoso por ser do "Atleti"".