Com 89% a 92% de chance de queda para a Série B do Campeonato Brasileiro, em 2022, e após acertar a rescisão de contrato antecipada com Victor Ferraz, o presidente do Grêmio Romildo Bolzan deixou claro que não fará loucuras em caso de rebaixamento e que alguns outros jogadores serão dispensados.

Gastando cerca de R$ 14 milhões por mês com salários de atletas, o superávit obtido nos últimos anos deverá ser usado para bancar as rescisões contratuais.

Segundo o dirigente máximo do Tricolor Gaúcho, até mesmo com o clube permanecendo na elite do futebol nacional, ele promete fazer um limpa no elenco principal.

Ainda nesta entrevista, o orçamento da temporada 2022 será debatido nos próximos dias, com valores de primeira divisão, porém, em caso de confirmação de rebaixamento a Série B, cortes nos gastos deverão ser feitos.

Vale salientar que a segunda divisão do Campeonato Brasileiro não banca premiação por colocação, onde há percas de receitas por não jogar torneios da Conmebol, fazendo com que o clube dependerá de vendas do pay-per-view.

Quais jogadores do Grêmio devem sair?

De acordo com Bolzan, atletas como: Paulo Miranda, Lucas Silva, Everton Cardoso, Diogo Barbosa e Diego Churín, entre outros.

Próximo compromisso do Grêmio na Série A

O Tricolor Gaúcho entrará em campo nesta terça-feira - 09 de novembro, diante do Fluminense, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro 2021, a partir das 21h30 (de Brasília), diretamente da Arena.

Vale aqui lembrar que a Arena estará com portões fechados por conta de uma punição ao Grêmio, no jogo diante do Palmeiras, onde alguns torcedores invadiram o gramado e agrediram o VAR, jornalistas e seguranças do estádio.