“Só tem ele. Palmeiras nas alturas”; Verdão chega aonde nenhum brasileiro chegou na Libertadores

Nesta quarta-feira (5), o Palmeiras tem sua estreia na Libertadores 2023, em partida contra o Bolívar, no Hernando Siles Stadium. Além de ser um duelo importante por abrir mais uma campanha do Verdão na competição, a equipe de Abel Ferreira também se torna o único time brasileiro a participar de forma consecutiva de oito edições da competição.

Das sete vezes que esteve presente na Libertadores, em duas oportunidades levantou a taça mais cobiçada da América Latina, sendo em 2020 e 2021. Na última participação, ainda terminou como semifinalista, não superando o Athletico-PR, atual vice-campeão. Sendo assim, relembre das últimas sete edições que o Alviverde Paulista participou.

Palmeiras bate recorde na Libertadores: confira histórico

2016

Tudo se iniciou em 2016, quando chegou na Libertadores tendo levado o título de campeão brasileiro de 2015. Contudo, os resultados das partidas da fase de grupos, não favoreceram a equipe alviverde, que apesar de demonstrar garra e muita perseverança, foi eliminado ainda na primeira etapa. Ao todo, o Palmeiras, jogou seis partidas, somando duas vitórias, dois empates e duas derrotas. No saldo de gols, marcou 12 vezes e deixou os adversários balançarem as redes em oito oportunidades.

2017

Na edição seguinte, o Verdão conseguiu passar da fase de grupos, liderando o Grupo 5, onde também tinha Club Atlético Tucumán (ARG), Jorge Wilstermann (BOL) e Peñarol (URU). Mas nas oitavas de final, diante do Barcelona (EQU), levou um balde de água fria ao sofrer um gol nos minutos finais do segundo tempo. No jogo de volta, o Palmeiras, não conseguiu reverter o placar, onde só descontou o 1 x 0 da partida de ida. Com isso, nos pênaltis dramática, a equipe brasileira foi eliminada.

2018

O início da competição já foi importante para o Palmeiras, que se tornou, ao lado de Grêmio e São Paulo, a equipe que mais vezes participou da Libertadores, sendo sua 18ª participação naquele ano. Dessa vez, sua campanha rendeu até a semifinal, na qual veio de uma fase de grupos arrasadora, apresentando o melhor futebol dentre todas as equipes, com apenas um empate de cinco vitórias, e tendo feito 14 gols e sofrido apenas três. Na fase que antecede a decisão da competição, o Verdão encontrou com o carrasco Boca Juniors, da Argentina. Foi a equipe argentina que colocou um ponto final na história do clube alviverde naquela edição. No placar agregado, os argentinos levaram a melhor por 4 x 2.

2019

Novamente, o Palmeiras foi o dono da melhor campanha na fase de grupos do torneio da CONMEBOL. Ao todo, foram 15 pontos somados, onde foram cinco vitórias e uma derrota para o San Lorenzo, na Argentina. Sendo assim, seu aproveitamento foi de 83,3% na primeira etapa. Contudo, se despediu mais cedo nesta edição, onde perdeu para o Grêmio nas quartas de final. Apesar da eliminação, o Alviverde, teve os melhores números na Libertadores até aquele momento que deu adeus ao bicampeonato, sendo: melhor ataque; melhor defesa e maior número de assistências (segundo Footstats).

2020

O ano de 2020 é muito especial para os palmeirenses. Foi a temporada que enfim o Palmeiras conquistou a sua segunda taça da Libertadores da América. Nesta edição, a equipe de Abel Ferreira apresentou uma campanha com 10 vitórias, dois empates e apenas uma derrota nos 13 jogos disputados. Como já te costume, teve a marca de melhor ataque da competição, marcando 33 gols (River Plate também teve essa marca). Em suma, o Verdão chegou na sua quinta final do torneio continental, e levou seu segundo título diante do Santos Futebol Clube.

2021

Novamente, o Palmeiras, levou a melhor na edição de 2021. Diante do Flamengo, o clube paulista nadou contra a maré, já que o Rubro-Negro era considerado o favorito ao título e se tornou tricampeão da Copa Libertadores e igualou ao feito de São Paulo, Santos e Grêmio.

2022

Na temporada passada, a equipe de Abel Ferreira teve mais uma vez sua busca pela taça barrado por um clube brasileiro. Dessa vez, o Athletico Paranaense levou a melhor diante do atual campeão brasileiro de 2022 e disputou a decisão contra o Flamengo, que também chegou a marca do tricampeonato.

Carolina Castro Carolina Castro

Tenho 25 anos e sou formada em jornalismo. Desde criança desenvolvi o gosto por esporte e por isso escolhi ser jornalista. Foi a profissão que me deixou mais próxima daquilo que mais amo: falar e escrever sobre esporte.