Após o afastamento de Rogério Caboclo do comando técnico da CBF por 30 dias, a mesma terá Antonio Carlos Nunes no comando interino da entidade, onde esse defende a permanência do técnico Tite a frente da seleção e também a participação da mesma na Copa América.

O Coronel Nunes - como também é chamado o presidente interino da CBF, e sua cúpula entendem que a continuidade de Tite é o melhor caminho possível para não por em risco a classificação do Brasil para a Copa de 2022.

Além disso, a nova direção já trabalha para viabilizar a realização da Copa América no país. No entendimento da nova direção, a CBF deve manter a boa relação com a Conmebol e as demais federações do futebol sul-americano, e também com o governo federal.

Segundo reportagem do "GE", houve uma reunião no último final de semana entre dirigentes da Conmebol e a presidência da república, onde Jair Bolsonaro voltou a manifestar apoio irrestrito a Copa América.

Desta forma, a CBF que também é a favor da disputa do torneio, acredita que a saída de cena de Caboclo e o respaldo da nova direção ao treinador Tite possa fazer com que esse convença os jogadores da importância de disputar a competição aqui em destaque, e que virou assunto nos últimos dias.

Novo compromisso pelas Eliminatórias

No entanto, antes da Copa América, a seleção brasileira terá novo compromisso pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, nesta terça-feira, diante do Paraguai, em Assunção.

O Brasil que soma 15 pontos em cinco jogos disputados pela competição encara o Paraguai nesta terça-feira, às 21h30 (de Brasília); o jogo como já declaramos será em Assunção, onde a nossa seleção irá defender os 100% até aqui.