Vai virar ou não? Muricy responde possibilidade de SAF no São Paulo e torcida SE SURPREENDE

No ano de 2023, o São Paulo vivenciou um dos momentos mais marcantes dos últimos 10 anos de sua história. Apesar de um início preocupante que incluiu uma eliminação nas quartas de final do Campeonato Paulista, a diretoria do clube tomou a decisão de efetuar uma troca no comando técnico.

Isso resultou na saída de Rogério Ceni e na chegada de Dorival Júnior como treinador. Essa mudança teve um impacto notável na equipe, transformando o ambiente e restaurando a confiança dos jogadores.

Essa alteração de comando levou o São Paulo a conquistar um feito inédito: o título da Copa do Brasil, que foi garantido em setembro. A equipe se superou ao longo da temporada, coroando o trabalho de Dorival Júnior e conquistando um importante troféu.

SAF no São Paulo? Muricy responde

Entretanto, nem todos os anos do São Paulo terminaram com conquistas. Recentemente, o clube enfrentou desafios significativos tanto dentro quanto fora de campo. Os problemas estiveram ligados às administrações do tricolor, com conflitos internos, polêmicas e contradições entre dirigentes. Esses problemas administrativos, por sua vez, tiveram um impacto negativo nas desempenhos da equipe dentro de campo.

Devido a esses desafios, discutiu-se a possibilidade de o clube se tornar uma Sociedade Anônima de Futebol (SAF), uma nova tendência no futebol brasileiro. Esse movimento visava trazer uma gestão mais profissional e eficiente ao clube, além de criar um ambiente mais estável para o desenvolvimento esportivo e administrativo.

Na noite de domingo (15), Muricy Ramalho participou de uma entrevista à CNN Brasil e foi questionado sobre a possibilidade de o São Paulo se tornar uma SAF. Embora alguns clubes brasileiros, como Botafogo, Vasco e Cruzeiro, tenham optado por esse modelo, o coordenador técnico não apoia a ideia.

Vai virar ou não? Muricy responde possibilidade de SAF no São Paulo e torcida SE SURPREENDE
IconSport

Muricy Ramalho expressou sua posição contrária à transformação do São Paulo em SAF, sugerindo que ele não vê essa mudança como benéfica para o clube. Essa é uma perspectiva importante a ser considerada no debate em andamento sobre a gestão dos clubes de futebol no Brasil.

“No momento é díficil o São Paulo se tornar SAF. Temos conselheiros que não gostariam que isso acontecesse. E provamos que dá pra ser um clube organizado”, iniciou o multicampeão.

“Quem vira SAF é porque está muito mal. Se você for um clube bem dirigido, dá para tocar como está. Acreditamos na organização. No futuro vamos caminhar em direção a uma administração mais profissional do que é hoje”, concluiu.

 

Raphael Almeida Raphael Almeida

Jornalista 33 anos. Atualmente sou repórter e comentarista na Web Rádio Bate Fundo Esportivo. Redator no portal Minha Torcida com passagens por Premier League Brasil e Futebol na Veia.