Muricy Ramalho é convidado para trabalhar junto à comissão técnica da Seleção Brasileira, no entanto, o mesmo recusa o convite firmando sua palavra junto ao São Paulo.

Quem revela essa informação é o próprio presidente do Tricolor - Julio Casares, que em sua última coletiva revelou que Muricy Ramalho foi sim convidado por Rogério Caboclo para integrar a Seleção Brasileira.

"O presidente Rogério Caboclo, da CBF, realmente convidou Muricy para trabalhar na Seleção. Eu falei que não gostaria de abrir mão dele, que é um profissional sério, um patrimônio do São Paulo. E o Muricy não desejou largar esse projeto", revelou o mandatário são-paulino à jornalista Mônica Bergamo - da Folha de São Paulo.

Vale ressaltar que essa não é a primeira vez que Muricy recebe esse tipo de convite da CBF, donde a primeira surgiu em 2010, quando Ricardo Teixeira ainda era presidente da entidade máxima do futebol brasileiro, na ocasião, o profissional fora convidado para assumir a função de treinador da seleção principal do Brasil.

Muricy treinador da Seleção

Naquele ano Muricy Ramalho que comandava o Fluminense optou por se manter no cargo dentro do Tricolor das Laranjeiras, rejeitando assim o convite da CBF.

Para completar a sua entrevista, Casares revelou que agiu como dirigente, onde ele representa 20 milhões de torcedores.

"Agi como mandatário de um clube que possui 20 milhões de torcedores. É claro que eu fico lisonjeado, porque fomo atrás dos melhores. E os melhores estão aqui", finalizou o presidente do São Paulo, que deixou bem claro que não está disposto a perder membros da equipe montada para o período de seu mandato.