Morreu neste último domingo (28/11/21) uma lenda da Fórmula 1; estamos falando do ex-chefão da equipe Williams, Sir Frank Williams, que veio a falecer ao 79 anos de idade.

Empresário e chefe da equipe de Grove, o inglês era considerado uma lenda na categoria mais importante do automobilismo mundial.

Em nota, a escuderia inglesa utilizou suas redes sociais para comunicar a triste notícia, onde destacou o seguinte:

"É com grande tristeza que em nome da família Williams, a equipe pode confirmar a morte de Sir Frank Williams, fundador e ex-chefe da equipe Williams Racing, aos 79 anos de idade".

Para completar a nota, a equipe de Fórmula 1 ainda publicou:

"Depois de dar entrada no hospital nesta última sexta-feira, Frank faleceu em paz nesta manhã, cercado por sua família. Hoje prestamos homenagem ao nosso líder muito amado e inspirador. Frank fará muita falta. Solicitamos que todos os amigos e colegas respeitem os desejos de privacidade da família Williams neste momento".

História de Frank Williams

Nascido em South Shield, no dia 16 de abril de 1942, Sir Frank Williams teve uma curta carreira como piloto e mecânico até fundar sua própria equipe; em 1966, onde fez campanha como piloto da F2 e F3. A primeira experiência na Fórmula 1 veio em 1969, ao lado do companheiro Piers Courage, com um chassi comprado junto a Brabham. Neste mesmo ano, seu companheiro de equipe finalizou duas provas na segunda colocação.

Em 1970, Frank surge como dono e proprietário de equipes com diferentes pilotos, então em 1976 firmou sociedade com o magnata canadense Walter Wolf, até os dois se desentenderem no ano seguinte, quando Frank Williams então criou seu novo time: a Williams Grand Prix Enginnering, presente até os dias de hoje na F1.

Em parceria junto ao amigo e engenheiro Patrick Head, o time conquistou nove títulos de construtores e sete títulos de pilotos, sendo um desses com Nelson Piquet, em 1987.

Frank permaneceu à frente de sua equipe até 2012, quando fora substituído por sua filha - Claire Williams, que deixou a escuderia em setembro 2020, quando vendeu a marca para o grupo de investimento Dorilton Capital, quem comanda as ações hoje em dia, mantendo o nome da equipe até aqui.

Na temporada 2021 a Williams ocupa a oitava colocação no Mundial de Construtores.