Uma notícia nesta quinta-feira (5), agitou o mundo do futebol de forma não vista há muito tempo. Depois de mais de 20 anos, Messi não seguirá no Barcelona a partir desta temporada. O anúncio oficial foi feito através das redes sociais do clube catalão.

O comunicado confirmou a informação trazida pelo jornal espanhol "MARCA", que no início da manhã, já havia veiculado o fato da renovação de contrato entre Messi e Barcelona "nunca estar tão longe", principalmente pelas questões financeiras estabelecidas pela La Liga, que administra o futebol espanhol. Pelo regulamento, o Barça teria que se livrar de mais jogadores para equilibrar o altíssimo salário do jogador.

O comunicado oficial do Barcelona diz:

"Apesar de ter chegado a um acordo entre o FC Barcelona e Leo Messi e com a clara intenção de ambas as partes de assinarem hoje um novo contrato, este não pode ser formalizado devido a obstáculos económicos e estruturais (regulamento espanhol LaLiga).

Diante desta situação, Lionel Messi não continuará vinculado ao FC Barcelona. Ambas as partes lamentam profundamente que os desejos do jogador e do clube não possam ser finalmente atendidos.

O Barça agradece de todo o coração ao jogador o seu contributo para a valorização da instituição e deseja-lhe o melhor na sua vida pessoal e profissional." diz a nota.

Messi chegou a acordo para renovação com o Barcelona. Entretanto, questões fiscais impossibilitaram oficialização. (Foto:Reprodução)
Messi chegou a acordo para renovação com o Barcelona. Entretanto, questões fiscais impossibilitaram oficialização. (Foto:Reprodução)

Com isso, Messi se aproxima de vestir a camisa do PSG. O clube francês, conforme declarado pelo dono do clube, o sheik Nasser Al-Khelaifi, apresentou uma proposta oficial para ter Messi. Entretanto, na ocasião, Messi tinha um acordo verbal com o Barcelona pela sua renovação de contrato, inclusive com redução salarial.

Pelo Barcelona, Lionel Messi atuou em 778 jogos, tendo 672 gols oficiais marcados. Pelo clube, foi campeão do Campeonato Espanhol (10 vezes), da Liga dos Campeões da Europa (4 vezes), da Copa do Rei da Espanha (7 vezes), do Mundial de Clubes (3 vezes), da Supercopa da Espanha (8 vezes) e da Supercopa da Europa (3 vezes). Individualmente, foi eleito como melhor jogador do mundo em 6 oportunidades.