Entenda a estratégia de Emiliano Martinez nos pênaltis contra a França que o tornou campeão mundial

O goleiro argentino, Emiliano Martinez é uma figura muito idolatrado para a torcida dos Hermanos. Por outro lado, os adversários, o arqueiro é uma “pedra no sapato”, sempre incomodando seus rivais. Na Copa do Mundo 2022, realizada no Catar, Dibu se tornou fundamental principalmente na disputa por pênaltis, que consagrou a Argentina tricampeã mundial.

A estratégia de Martinez para abalar os franceses na decisão de pênaltis

Acima de tudo, Martinez foi muito importante para o título mundial dos argentinos. Inclusive, na prorrogação, no último lance de perigo, o goleiro fez um milagre cara a cara com o volante Kolo Mouami, levando a decisão para os pênaltis.

Emiliano nos pênaltis se mostrou gigante, “catimbando” e “entrando na mente” de seus adversários. O Professor da Escola Norueguesa de ciências do esporte e psicólogo do futebol, Geir Jordet explicou como o goleiro fez sua estratégia e ajudou a Argentina se tornar tricampeã da Copa do Mundo.

Goleiro argentino entra na mente dos jogadores franceses

No começo das penalidades, o goleiro argentino sempre esteve na área que seriam feitas as cobranças. Por outro lado, o arqueiro francês, Hugo Lloris disputava o cara ou coroa. Ao chegar no local, Martinez deu boas-vindas ao que seria sua própria casa, dizendo: “Você está na minha casa agora!”.

Na primeira cobrança, o argentino cumprimenta Hugo e Mbappé. No início, essa estratégia é fazer os jogadores baixarem a guarda, deixando-as mais vulneráveis quando ele for agressivo mais tarde.

Durante as sequencias de cobranças, Martinez tem interrupções e reclamações. Isso ajuda ao goleiro conhecer o estilo do árbitro e saber como reclamar.

Quando foi a vez de Coman, o argentino pressiona um pouco mais forte, obrigando o árbitro a intervir educadamente. Novamente, ele faz com que o árbitro verifique a colocação da bola. Após defender a cobrança, Martinez extravasa na sua comemoração. Pesquisas mostram que comemorações grandes e intensas sinalizam confiança, domínio e superioridade, afetando os companheiros de equipe positivamente e os adversários negativamente.

No pênalti de Tchouaméni, Emiliano sai com a bola, como se fosse dele. Enquanto o árbitro e Tchouaméni esperam, ele não tem pressa enquanto pede mais apoio dos torcedores argentinos a fazerem barulho. Depois, em vez de entregar a bola ao meia, Martinez lança-a para longe, obrigando o adversário a ir buscá-la. O desrespeito é claro e óbvio, além de um sorriso presunçoso para irritar o adversário.

Para evitar qualquer “catimba”, o argentino agarra a bola e entrega para Leandro Paredes, não dando a Lloris nenhuma chance de copiar sua última jogada. Na última cobrança da França, Martinez também irrita o atleta que irá cobrar dizendo “eu observei você, você vai perder“.

Provocações pós título

Após a consagração, Martinez continuou irritando os franceses. Primeiro acabou sendo na premiação de Melhor Goleiro da Copa do Mundo, fazendo um gesto obsceno com o troféu individual.

Já na argentina, o goleiro pegou de um torcedor, uma boneca com uma máscara de Kyllian Mbappé, com a brincadeira que é feita pela internet “eu sou seu pai”.

Foto Destaque: Divulgação / AFA

Bruno GabrielBruno Gabriel

Olá, meu nome é Bruno Gabriel, tenho 22 anos e estudo Jornalismo na Universidade Metodista de São Paulo. Pretendo seguir na área de esportes, é um sonho desde criança. Espero alcançar os maiores eventos esportivos com muita criatividade e bom humor.